Como usar o split de pagamento em transações com Pix

Foto de Tatiana Michaud
Por Tatiana Michaud
14 min de leitura
21/10/2021

Descomplicar meios de pagamento é a principal meta de todo tipo de negócio e o split de pagamento é a solução pensada para cumprir justamente com esta proposta. Até então era possível fazer essa divisão de recebíveis pelo cartão de crédito e pelo boleto bancário, e a grande novidade é que agora também é possível utilizar o split pelo Pix do Banco Central!

Descomplicar os pagamentos é, ou pelo menos deveria ser, o principal objetivo de todo tipo de negócio. Nesse sentido, o split de pagamento é a ferramenta ideal para tornar pagamentos considerados complexos, que envolvem mais de um recebedor, em processos mais ágeis e seguros.

Ao pensar a estrutura de um negócio em que vários fornecedores precisam estar envolvidos no momento do pagamento, como é o caso de um salão de beleza ou marketplace, por exemplo, é importante contar com um processo automático, que não demande do gestor fazer essa divisão de valores depois do fechamento do caixa.

Quando o assunto é facilidade e rapidez na hora de receber, o meio de pagamento que mais combina com uma tecnologia como o split de pagamento com certeza é o Pix do Banco Central

Já era possível fazer essa divisão automática em pagamentos por cartão de crédito e boleto bancário. A grande novidade é que agora também é possível fazer o split de pagamentos pelo Pix. Neste artigo você conhece mais sobre essa ferramenta e o que ela vai poder agregar aos seus pagamentos instantâneos. Confira!

O que é split de pagamento?

A imagem mostra uma pessoa realizando um pagamento via split de pagamento Pix

De forma muito prática, o split de pagamento possibilita divisão automática de uma transação entre todos os participantes de uma venda. Em outras palavras, sua principal função é fazer com que esse gerenciamento de pagamentos aconteça de forma instantânea e por meio de uma mesma plataforma

Para que isso seja possível, o split de pagamento funciona por meio da criação de regras de negócio, que vão possibilitar a padronização para as transações.  

É comum dizer que o split de pagamento é uma ferramenta que se encaixa muito bem no perfil de venda dos marketplaces, justamente porque esse tipo de negócio envolve diversos fornecedores em apenas uma venda e também mais de um vendedor por loja. 

Mas não é só nesse tipo de negócio que o split de pagamento entra como uma solução na gestão de recebíveis. Um ótimo exemplo para esse cenário é um restaurante com sistema de delivery. O consumidor realiza o seu pedido por um APP e, ao fazer o pagamento por meio do split, tanto o restaurante quanto o aplicativo  que realizou a entrega recebem suas respectivas partes do valor de forma automática.

Para o cliente, independente se o pagamento for feito pela maquininha ou direto pelo aplicativo, esse processo é imperceptível e acontece em segundos – ele vai clicar em “Confirmar pagamento” no checkout e sua compra já vai ser processada. Em termos de experiência de compra, esse fluxo vai ser muito parecido com o de adquirir um produto ou serviço em uma loja física ou em um e-commerce, ou seja, o consumidor final continua fazendo apenas um pagamento, não tendo visibilidade do quanto é dividido e entre quantas empresas.

Para o lojista, por sua vez, ficará muito claro exatamente quais itens foram vendidos e quais participantes, que também podem ser chamados de fornecedores, estão envolvidos em determinada venda, tornando o processo muito mais transparente e otimizado. 

A partir da autorização do pagamento pela operadora de cartão ou pela instituição financeira responsável, o split de pagamento faz a divisão dos valores recebidos já com as taxas calculadas e repassa o montante para cada recebedor e também o valor excedente para o dono do negócio.

Ainda que possa parecer um processo muito complexo, essa divisão vai acontecer sem nenhuma intervenção manual e, como já mencionamos até aqui, de forma completamente automática, o que facilita a gestão financeira do negócio, além de ajudar a aumentar sua escalabilidade a partir da otimização de processos. 

Como o split de pagamento funciona?

Para que o split de pagamento seja possível, são determinadas políticas de divisão de valor para as vendas de um negócio. Dentro dessas regras, o lojista pode configurar condições pré-determinadas de divisão por:

  • Percentual de venda;
  • Valor fixo;
  • Número de parcelas;
  • Tipo de operação. 

Isso quer dizer que é possível estruturar um conjunto de regras fixas ou múltiplas 

de recebimento, entre um ou mais recebedores, para todas as vendas de um negócio, a partir de uma mesma plataforma.

Mesmo em processos de recebimento mais complexos, como é o caso de marketplaces, em que existe a plataforma de venda, as variadas marcas ali presentes, e também fornecedores de logística, o split fará a divisão de valores automaticamente da mesma forma, sem que o dono do marketplace precise fazer nenhum processo manualmente. 

Você já deve ter percebido  a ênfase que demos para falar que o split de pagamento acontece de forma automática, certo? Esse é um dos principais diferenciais dessa ferramenta na hora de simplificar processos de pagamento que costumam ser complexos. Mas como isso é possível?

Quem integra com a API da Juno já conta com o split de pagamento como opção na gestão das suas cobranças. O processo é muito simples:

  • Basta informar um ou mais um ou mais recebedores ou destinatárias para a divisão;
  • O token configurado na API vai corresponder a cada conta digital envolvida;
  • Cada emissor delimitado na operação pelo token vai ser informado na operação desse arranjo, além dos demais destinatários;
  • O usuário vai definir a divisão do valor do split de maneira fixa ou percentual por meio dos parâmetros amount e percentage
imagem mostra código fonte da API da Juno na configuração do split de pagamento Pix

Com a solução de divisão de recebíveis da Juno no seu negócio, você pode:

  • Decidir entre quantas pessoas dividir o valor total da venda;
  • Determinar como acontece a divisão do valor recebido;
  • Escolher quem paga as taxas pela emissão da cobrança;
  • Ter a liberdade de modificar o split de uma cobrança que ainda não foi paga.

 Confira a documentação completa da nossa integração aqui.

Com o split de pagamento da Juno, o seu negócio ganha em agilidade e otimização de gestão financeira.

Leia também: Como usar o split de pagamentos na sua plataforma

Como o split pagamento Pix vai funcionar?

Presente no mercado de pagamentos do Brasil desde novembro de 2020, o Pix do Bacen tem a velocidade como princípio. 

Diferente de outros meios de pagamento já existentes, o sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central oferece compensação em poucos segundos e pode ser realizado em qualquer dia da semana, mesmo em finais de semanas e feriados, e em qualquer horário. 

Desde seu lançamento, Pix já movimentou mais de R$ 1,6 trilhão até junho de 2021, segundo dados divulgados pelo Bacen. O BC também divulgou que nesse primeiro ano de operação do seu sistema de pagamentos instantâneos já é responsável por bancarizar 40 milhões de brasileiros.

Em setembro de 2021, o Banco Central anunciou o marco de 100 milhões de usuários do sistema de pagamentos instantâneos, o que significa que 61% da população que tem conta em alguma instituição financeira já fizeram ou receberam pelo Pix. Atualmente, o Pix do BC só perde em popularidade para o cartão de crédito.

O Pix também conta com 7,3 milhões de usuários Pessoa Jurídica, somando ao todo 204,2 milhões de contas registradas no sistema e 313,2 milhões de chaves registradas, sendo 300,5 milhões de pessoas físicas e 12,7 milhões de empresas. 

 A divisão das Chaves Pix se dá da seguinte forma até o momento:

  • E-mail: 45,3 milhões;
  • CNPJ: 5,9 milhões;
  • CPF: 88,8 milhões;
  • Celular: 69 milhões;
  • Chave Aleatória: 104 milhões.

Depois da estreia do sistema de pagamentos instantâneos no mercado financeiro brasileiro, foi anunciado o lançamento do Pix Cobrança, que veio para agregar toda a simplicidade do QR Code aos boletos bancários, o que facilita ainda mais para quem vai realizar o pagamento e também para quem vai receber.

E vai ser com essa funcionalidade que você vai utilizar o sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central pelo split de pagamento na Juno! Entenda mais sobre o Pix Cobrança:

Como funciona o Pix Cobrança

No Pix Cobrança, são gerados QR Codes Dinâmicos, ou seja, um código exclusivo para cada transação, funcionando para o pagamento de contas específicas, que serão cobradas apenas uma vez.

Nesse sentido, o lojista vai inserir as mesmas informações no QR Code que incluiria em um boleto bancário tradicional: 

  • Valor da cobrança;
  • Data de vencimento;
  • Desconto em caso de pagamento antecipado;
  • Juros;
  • Multa.

Na hora de pagar, o cliente vai precisar apenas escanear o código QR pelo app da sua instituição financeira e pronto. 

Leia também: Pix Cobrança: o que é e como usar na sua empresa

No caso de uma compra em um marketplace, em que o que split de pagamento vai estar presente, a divisão de recebíveis entre a plataforma, os lojistas envolvidas e a empresa de logística responsável pela entrega vai acontecer de forma automática, como já acontece com pagamentos via cartão de crédito e boleto bancário.

Quais os benefícios do split de pagamento Pix?

imagem mostra duas pessoas conversando sobre os benefícios do split de pagamento Pix

Um perfil de meio de pagamento como o Pix tem tudo a ver com o split de pagamento, que já oferece facilidade e agilidade para o lojista na hora de fazer a gestão de cobrança.

Até então, era possível fazer a divisão de pagamentos com cobranças por cartão de crédito e boleto bancário. Agora o Pix também faz parte das possibilidades de meios de pagamento do split

O mais legal dessa novidade é que a velocidade e disponibilidade do Pix em conjunto com a automação que o split proporciona não são os únicos benefícios que o split de pagamento Pix oferece para o lojista. Confira todas as vantagens de fazer a divisão de recebíveis nas transações dos seus pagamentos instantâneos:

Aumento da taxa de conversão

Essa solução facilita muito o processo de compra para o consumidor, tornando o checkout mais simplificado e até mesmo mais intuitivo. Isso acontece porque sem o split, o cliente precisaria realizar etapas de pagamento diferentes para cada um dos recebedores diferentes envolvidos na venda, o que desgastaria muito a experiência de compra. 

Um bom exemplo disso seria adquirir vários serviços como corte, tintura, manicure e pedicure em um salão de beleza que não conta com o split de pagamento Pix como solução. Dois cenários poderiam acontecer:

  1. O cliente precisaria pagar cada um dos profissionais envolvidos separadamente com o Pix e em cada uma das etapas de serviço finalizadas;
  2. O cliente pagaria um valor só no caixa também com o Pix, mas o dono do salão precisaria fazer a divisão desses valores todos de forma manual para cada cliente atendido, o que demanda tempo e pode resultar em erros financeiros graves para o negócio.

Ao contar com o split de pagamento Pix, você garante tanto que o seu cliente encontre um checkout simplificado, o que possibilita uma conversão maior de vendas, quanto uma gestão financeira e de tempo muito maior para o seu negócio.

Eficiência tributária

Esse benefício é muito específico para quem oferece pagamentos via Pix em marketplaces: o split possibilita que o gerenciamento de pagamentos seja feito sem que os valores recebidos passem diretamente pela conta do lojista, o que elimina a bitributa a bitributação, garantindo mais eficiência tributária para o seu negócio.

Leia também: Como evitar a bitributação no seu marketplace?

Automação nos lançamentos

O lojista não precisa se preocupar com cada compra realizada para garantir que o pagamento seja efetuado para seu negócio: o lançamento dos pedidos e a divisão dos valores entre cada participante da venda é feita de forma automatizada. Além de agilizar o processo, isso minimiza as chances de erro e otimiza o trabalho da equipe.

Controle nos pedidos

O split de pagamento Pix torna possível a identificação do status dos pedidos: 

  • Pagamentos recebidos;
  • Pagamentos processados;
  • Pagamentos cancelados;
  • Pagamentos em andamento. 

Dessa forma, o lojista tem controle de como anda o seu negócio e consegue fazer análises importantes para a sua loja, como fluxo de caixa, por exemplo.  

Leia também: Qual o impacto do fluxo de caixa nas vendas da sua empresa?

Na hora de falar sobre os benefícios que o split de pagamento Pix oferece para os negócios, não podemos deixar de pontuar as principais diferenças entre o Pix Cobrança e o boleto bancário tradicional, porque elas vão entrar em cena na hora de fazer a divisão automática dos seus recebíveis pelo Pix. Confira:

  • Armazenamento: tanto um QR Code quanto um código de barras tradicional possuem o mesmo nível de escaneamento, mas o código QR tem uma capacidade maior de armazenamento de informações;
  • Tempo de compensação: o boleto bancário tem um tempo de compensação de até 03 dias úteis após o pagamento, o que atrasa o processo de recebimento e até mesmo de início de logística. Já o Pix conta com uma compensação em até 10 segundos após a realização do pagamento;
  • Disponibilidade: o boleto bancário depende do horário limite estipulado pelos bancos tradicionais, ou seja, os pagamentos só podem ser realizados até às 20h de dias úteis. No Pix Cobrança, por sua vez, os pagamentos podem ser feitos em qualquer horário e em todos os dias da semana e do ano – o que inclui finais de semana e feriados;
  • Taxas: o Pix Cobrança conta com taxas mais baixas do que o boleto bancário tradicional.

Como implementar o split de pagamento Pix no seu negócio

Agora que você já conhece como funciona o split de pagamento Pix e seus principais benefícios para o seu negócio, vamos te mostrar como incluir essa novidade no checkout da sua loja.

O processo todo é muito mais simples do que parece e vale lembrar que ele acontece na íntegra na API da Juno. Confira o passo a passo:

  1. Gere um Pix Cobrança na API da Juno – uma dica para quem já é nosso cliente: o processo aqui é o mesmo de criar esse tipo de cobrança como você sempre fez 😉 
  2. Atualize essa cobrança com informações contendo o split – isso significa que você vai informar para a Juno com quem você quer dividir esses valores e quanto essa pessoa ou empresa vai receber.

Pronto! Seu split de pagamento Pix já vai estar pronto e a melhor parte: como a gente está falando sobre o sistema de pagamentos instantâneos, as notificações de pagamento e a liquidação desse valor acontecem em tempo real. Assim que esse pagamento for realizado, não apenas você, que está integrando o split de pagamento Pix com a Juno, mas também a empresa que receberá a outra parcela desse valor terão sua disponibilidade em poucos segundos. 

A equipe técnica da Juno preparou um conteúdo super didático para desenvolvedores implementarem essa solução. Clique aqui para conhecer o nosso Guia de Integração!

Conte com a Juno na hora de descomplicar os pagamentos do seu negócio a partir de uma solução completa, e agora com todos os meios de pagamento disponíveis.

Quer mais detalhes? Então, preencha o formulário abaixo e a nossa equipe entrará em contato para te explicar tudo!

Tipo de negócio
até 5/mês
até R$ 5 mil

Quer continuar essa conversa? Fale com a gente pelas nossas redes sociais @tamojuno 🤟