E-commerce

Seu site tem tudo que precisa para vender mais?

Quando alguém entra no seu site é como se estivesse entrando na sua loja, só que não tem nenhum vendedor lá para ajudá-lo na compra. Toda a experiência de compra tem que ser guiada pelo site, para que você consiga transformar um visitante em cliente. Veja como direcionar para a compra.

Seu_site_tem_tudo_que_precisa_para_vender_mais
Tempo de leitura: 6 minutos

Quando alguém entra no seu site é como se ele estivesse entrando na sua loja, só que não tem nenhum vendedor lá para ajudá-lo na compra. Toda a experiência de compra tem que ser guiada pelo site, para que você consiga transformar um visitante em cliente.

Veja abaixo o que você precisa prestar atenção para ter certeza que a experiência online do seu cliente está o direcionando para mais vendas.

Tipos de site

Primeiro, vamos entender quais são os tipos de site que existem e quais são seus objetivos.

E-commerce: o objetivo primordial desse tipo de site é vender produtos ou serviços que as pessoas podem comprar diretamente online, na hora. Por exemplo, as lojas de roupa e plataformas de cursos online. 
site ecommerce loja virtual

Lead generation: aqui a intenção principal é captar leads para que a venda seja feita posteriormente, esse tipo de site não tem checkout, mas provavelmente tem formulários para envio de contato. Sites de imobiliárias ou gráficas costumam usar esse tipo de site, com o famoso formulário de “solicite uma cotação”. 
site lead generation captação de leads

Institucional: esse tipo de site não tem como objetivo maior fechar vendas online ou mesmo captar leads, mas é um lugar onde as pessoas podem procurar por mais informações sobre a empresa e manter pontos de contato. É importante ter um lugar onde a voz da própria empresa é acessada, pois sem isso você terá somente a voz dos outros falando sobre você e pode perder a sua história.
exemplo de site institucional

Personalidades também costumam usar muito esse tipo de site, onde falam sobre sua biografia e trabalhos.

Conteúdo: esses sites tem como principal objetivo o de informar, como os portais de notícias, blogs, sites de conteúdo educacional etc.
exemplo de site focado em conteúdo

Isso não quer dizer que seu site precisa se encaixar em um único tipo desses. A maioria dos sites são um mix desses tipos, sempre com objetivos primários e secundários. O importante é entender os objetivos principais na hora de montar sua estratégia de marketing.

Anatomia de um site que vai te ajudar a alcançar seus objetivos.

Faça o checklist para verificar se seu site tem os pontos principais que vão te ajudar a conseguir maior conversão:

Quem é você? 

Parece óbvio, mas muitos sites não tem essa seção. Isso deve estar não somente na sua página “Sobre” mas também espalhado pelo seu site.
Mesmo um e-commerce deve ter uma mensagem da marca que vá pegar atenção do seu cliente antes dele olhar para os preços e te avaliar somente por isso.
Algumas perguntas que você deve responder nessa apresentação: o que faz, como faz, porque faz, para quem é, seu diferencial e valor único.

Trabalhos/serviços/produtos

Quase como chover no molhado, né? Se você quer vender alguma coisa, deve ter isso na sua página com grande destaque, mas, atire a primeira pedra quem já não entrou em um site e não conseguia achar o produto que queria comprar, ou que não conseguia entender direito o serviço e precificação da empresa.
Esse problema é maior entre as empresas que vendem serviços, pois elas não têm algo físico na foto para ilustrar o que vendem, por isso, usar vídeos e infográficos é uma maneira de ajudar o visitante a entender o que sua empresa faz.

Checkout simples e seguro

A geração mais nova já é acostumada com compras online, mas a maioria das pessoas ainda estão aprendendo e desenvolvendo esse hábito. 
A insegurança em colocar seus dados na finalização da compra com medo de clonagem ou fraude pode bloquear o seu cliente de concluir a compra.
Para deixá-lo mais seguro, use dos selos de segurança e também ofereça meios de pagamento em que a pessoa não precisa colocar os dados do cartão de crédito, como o boleto bancário.
Com a JUNO, você pode integrar nosso gateway de pagamento no seu e-commerce, para receber pagamentos com facilidade, cobrando seus clientes por cartão de crédito ou boleto, e ainda contar com o suporte da nossa equipe que garante a segurança das suas transações e te dá suporte em casos de chargeback. 
gateway de pagamentos para ecommerce

Contato

Mesmo online, as pessoas também procuram por uma boa experiência. Tem algo mais irritante do que querer tirar uma dúvida ou precisar de um apoio pós venda e não achar nenhum contato fácil no site?
Dependendo do seu negócio, pode ser que valha a pena investir um um chat, para que seu departamento de atendimento ao cliente tenha esse contato direto e rápido com o cliente.

Depoimentos

Nós confiamos mais em pessoas do que empresas, por isso, nosso julgamento é afetado pela opinião de quem já usou os produtos e serviços antes. É a chamada “prova social”. 
Por mais que os depoimentos escritos em plataformas de terceiros, como no Reclame Aqui ou redes sociais, sejam mais confiáveis, também é bom selecionar alguns bons comentários para colocar no seu site. 

  • Dica extra: sobre os sites de opinião externos, sempre acompanhe o que estão falando sobre sua empresa na internet, e procure responder todos com atenção ao problema do cliente.

Redes sociais e outros canais

Pode ser que a pessoa não decida fazer a compra de primeira, mas ela gostou da sua marca e quer manter contato. Na realidade, é muito difícil que alguém faça uma compra já no primeiro contato com a sua marca.
Para que sua marca não suma na memória da pessoa, tenha disponível outros canais de contato, para que futuramente a pessoa volte e tome a decisão de compra. 

Por trás do site

UX e Design 

UX significa User Experience, no português: experiência do usuário.
Para não nos alongarmos muito na explicação técnica aqui, essas duas atividades estão relacionadas a como os elementos e textos do site criam uma boa experiência visual e de navegação para o seu cliente, que torne a experiência de compra online fácil e fluída. 
Não passamos nossos valores somente pelas palavras, todo o visual e interação do site contam para essa experiência do cliente com a sua marca.
Se fosse uma loja física, você teria que prestar atenção na iluminação, disposição dos produtos, decoração, na movimentação dos seus clientes pelo espaço físico. É  mesma coisa com o seu e-commerce, só que online.
O ideal é que você saiba um pouquinho sobre o que é UX e Design para que na hora de contratar alguém para fazer o seu site, você já sabe pedir atenção para essas coisas. 

SEO 

Para que seu site seja encontrado no Google organicamente, ele precisa ter um bom SEO. Mas o que é isso? É de comer?
SEO é a otimização do seu site para motores de busca, como o Google. 
O assunto é bem extenso para ser tratado aqui, mas basicamente são pontos que o Google leva em consideração para “ler” o seu site e classificar no resultado de qual pesquisa ele deve aparecer, e com qual relevância.
Alguns sites de ajudam a fazer uma “auditoria” para saber como está a classificação do seu site e o que melhorar.
Também é importante ter o Google Search Console ligado ao seu site, pois ele vai te ajudar a avaliar seu rankeamento, possíveis problemas e mostrar por quais palavras chave as pessoas estão encontrando seu site.

Pixel do Facebook

É como se fosse um rastreador que fica nas páginas do seu site para ajudar na otimização dos seus anúncios do Facebook e Instagram. Ele acompanha o comportamento de quem entra no seu site a partir dos anúncios para entender o perfil dos seus visitantes e encontrar um público parecido. 

Google Analytics

Ter o Google Analytics conectado no seu site vai ter ajudar a medir e entender o comportamento dos visitantes do seu site, além de te ajudar a mostrar os resultados das suas ações de marketing.
Já falamos em outro texto sobre as métricas importantes para acompanhar para ter uma loja virtual de sucesso. Ou seja, em quais números você deve estar atento para entender mais, sobre o comportamento do seus visitantes e o que interfere nas suas vendas, esses números são coletados através do Analytics. 

Calma e persistência

São tantos detalhes que até assusta, mas calma, tudo é uma melhora constante de aprender o que funciona para sua marca e para o seu público.

Continue acompanhando nossas dicas aqui no blog 😉