Materiais gratuitos

Quanto dinheiro você gasta quando não pagam o seu boleto bancário?

Calcule o quanto você gasta com boletos bancários que não são pagos, usando bancos convencionais.

Por Time Juno
quanto dinheiro vocÊ gasta quando não pagam o seu boleto
Tempo de leitura: 2 minutos

O boleto bancário é uma das alternativas de pagamentos mais democráticas que existem no mercado. Com ele, o consumidor pode quitar a conta pela internet, no banco, no smartphone e em casas lotéricas. Além disso, no caso de realizar uma compra parcelada, por optar pelo carnê, que não compromete o limite do cartão de crédito.

Trabalhar com boleto bancário também é ótimo para os empresários. Oferecer essa opção acaba atraindo clientes que preferem não usar o cartão de crédito para realizar as suas compras.

Porém, apesar de todos os benefícios do boleto bancário, essa alternativa pode ser prejudicial para as empresas. Muitos consumidores fazem todo o processo de compra, mas desistem no momento de realizar o pagamento. Muitos deles acabam, inclusive, emitindo o boleto, porém depois pensam melhor a respeito da compra e decidem não concluí-la. Isso é extremamente prejudicial para o negócio, visto que a emissão (ou reemissão) de boletos por meio dos bancos gera um custo.

Um olhar desatento pode achar que o valor gasto para a emissão e reemissão dessas faturas pode parecer insignificante. Porém, quando o volume de boletos não pagos ou atrasados aumenta, acaba trazendo um alto prejuízo para as empresas. Vamos levar em consideração o e-commerce brasileiro, apenas a nível de comparação. No nosso país, as lojas virtuais têm uma taxa de conversão média de 1,6%. Isso significa que de cada 100 pessoas que entram no site, menos de duas realmente finalizam o check-out. Sabe o pior disso? A maior parte delas desiste no momento do pagamento.

Imagine o prejuízo que isso traz quando estamos falando de pessoas que optam pelo boleto bancário e acabam não quitando essa fatura?! É um dinheiro que poderia ser usado de uma forma muito mais inteligente na empresa.

Você quer ter noção de quanto de prejuízo tem quando os seus clientes não pagam o seu boleto bancário, ou então pedem para atualizar a data de vencimento? Nós criamos uma calculadora que demonstra esse prejuízo da emissão de faturas via bancos convencionais que não são quitadas.

Mas e afinal de contas, o que fazer para não se ter prejuízo com o boleto bancário? Deixar de emitir as faturas?

A nossa dica é que você continue sim oferecendo boletos bancários, pois essa é uma excelente alternativa para os consumidores. Porém, é interessante escolher bem a ferramenta de emissão dessas faturas. O ideal é contar com uma alternativa que não gere custos caso o consumidor não pague ou atrase o boleto.

Com a Juno, por exemplo, você só paga pela emissão do documento se o consumidor realizar o pagamento. Se ele desistir da compra, nada de prejuízos! Se ele atrasar e a sua empresa precisar atualizar a data de pagamento, sem problemas: você também não terá que pagar nada por isso.

O interessante é que, além de contar com essa facilidade financeira, a Juno também permite que você visualize com clareza quais são os boletos atrasados. Dessa maneira, fica muito mais simples entrar em contato com o consumidor, relembrando da data de vencimento da fatura.
Vem testar ainda hoje a Juno gratuitamente!