Tecnologia

O que muda com o Pix, o novo sistema de pagamentos do Banco Central?

O Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, entra em operação oficialmente em novembro de 2020. Conheça tudo sobre o sistema que vai mudar a velocidade e disponibilidade de pagamentos e transferências no país!

PIX imagem descritiva
Tempo de leitura: 4 minutos

Para escutar este conteúdo na íntegra você só precisa dar o play! 😉

Divulgado pelo Banco Central em fevereiro, o Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos do Bacen, que entra oficialmente em operação em novembro de 2020, tem dado o que falar. E não é pra menos: a novidade promete mudar a velocidade com que os pagamentos acontecem no Brasil. 

Com o Pix, as transações bancárias passam a ser realizadas 24 horas por dia, todos os dias da semana e em todos os dias do ano – isso inclui finais de semana e feriados. Mas a velocidade e disponibilidade nas transações não são as únicas vantagens que o novo sistema vai oferecer. 

Leia também: Conheça o Pix, o novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central

Até então, os pagamentos de contas são feitos via boleto bancário, cartões de débito e crédito, transações físicas ou até mesmo com dinheiro vivo, e as transferências bancárias são realizadas por meio de DOCs e TEDs. Nesse cenário, essas operações podem acarretar custos para o usuário, além de levar até alguns dias para serem concluídas. 

Neste post, contamos um pouco mais sobre como o Pix vai mudar a rapidez e o formato dos meios de pagamento. Vem com a gente!

PIX imagem descritiva

Afinal, o que muda com o Pix?

Além da velocidade e disponibilidade nunca vistas antes nas transações bancárias, o Pix também vai proporcionar muito mais praticidade na rotina dos clientes. Mas o que isso realmente significa? 

A partir de novembro de 2020, os usuários já vão poder contar com o novo sistema de pagamentos e transferências do Banco Central, e na prática isso quer dizer transações diretas entre todos os bancos, usando o mesmo sistema

Para ilustrar essa dinâmica diferente a partir do novo sistema do Bacen, a gente mostra como o Pix vai poder ser utilizado no dia a dia dos clientes:  

PIX imagem descritiva

Em novembro de deste ano, já vai ser possível realizar compras no comércio, pagar contas como água, luz, telefone e até mesmo impostos, e fazer transferências para terceiros com um simples toque na tela de um smartphone, sem precisar sair de casa. O Pix também vai funcionar para compras online, sem precisar de cartão de crédito.

Tudo isso apenas com um QR Code para concluir o pagamento e o melhor: em apenas alguns segundos.

O serviço do Pix permite ainda que os tradicionais pagamentos em dinheiro, cheque, cartão de débito e crédito sejam substituídos. Isso reduz etapas na hora de efetuar o pagamento, o que otimiza a experiência de compra para o usuário. No fim das contas, o Pix vai possibilitar muito mais praticidade e segurança, tanto para quem paga quanto para quem recebe.

Segundo o próprio Banco Central, o novo sistema é uma forma completamente segura e interoperável de pagamento, que vem para mudar a intermediação financeira do país. 

Outro aspecto de segurança que o Bacen aponta é que o Pix substitui com tranquilidade a necessidade de dinheiro vivo em transações simples, como realizar compras no comércio, o que significa que os clientes não vão mais precisar carregar moedas e cédulas, diminuindo as chances de assaltos, por exemplo.

Como o novo sistema vai funcionar?

Quando o Bacen garante que as transações bancárias do Pix vão ser instantâneas, não é força de expressão: a partir do sistema novo, transferir valores e pagar contas serão processos feitos em apenas alguns segundos, no esquema 24/7/365. Os clientes não precisam mais se programar para fazer operações em dias úteis ou se preocupar com o horário em que os bancos operam. 

Mas para quem é possível transferir? 

  • P2P (de pessoa a pessoa);
  • P2B (de pessoa para empresas);
  • B2B (de empresa para empresa);
  • P2G (de pessoa para governo);
  • B2G (de empresa para governo);
  • G2P (de governo para pessoa);
  • G2B (de governo para empresa).

Como utilizar o Pix?

Para realizar as transações do sistema Pix, vai ser preciso que tanto quem envia o dinheiro quanto quem recebe tenha uma conta, não necessariamente corrente, em um banco, uma instituição de pagamento ou em uma fintech. 

Chaves de endereçamento

É a nova forma de identificar o seu endereço bancário. Por meio dessas chaves,  o Banco Central reconhece sua conta no banco e valida suas transações bancárias. Mas o que são essas chaves e como isso funciona? São dados como telefone, e-mail ou CPF/CNPJ, que ficam vinculados aos seus dados bancários.

As transações via Pix acontecem por meio de QR Codes Estáticos e Dinâmicos:

QR Code estático 

Esse tipo de QR Code pode ode ser utilizado em mais de uma transação, isso significa que pode estar impresso no PDV (Ponto de Venda), ser utilizado para dividir o valor de uma pizza entre amigos. Em outras palavras, ele é o tipo de código ideal para compartilhar, com segurança, dados bancários para realizar transferências. 

QR Code dinâmico 

O QR Code dinâmico, por sua vez, desempenha a função de uma cobrança mais formal, de um modo geral associada a um boleto. É o tipo de código que vai ser muito utilizado para realizar pagamentos ou cobranças em e-commerces, por exemplo. 

Quem pode operar com o sistema de pagamentos instantâneos?

O Pix entra em operação oficialmente no dia 16 de novembro de 2020, e isso significa que até lá todos os bancos e fintechs com mais de 500 mil contas ativas vão precisar se adequar para poder oferecer esse tipo de serviço. 

Além da Juno fazer parte do time de fintechs com mais de 500 mil contas ativas, também fazemos parte de um outro time bem especial. Junto com outras 19 empresas no país todo, a Juno é autorizada e reconhecida como Instituição de Pagamentos pelo Banco Central! 

Em breve estaremos com o sistema instantâneo de pagamentos do BACEN disponível em nossa plataforma. A gente tá ansioso por aqui e você? ;D

Quer continuar essa conversa? Fale com a gente pelas nossas redes sociais @tamojuno 🤟