Tecnologia

O que é um token?

Proteger os dados em operações financeiras digitais é mais do que uma necessidade de mercado para empresas que lidam com pagamentos online. O token é um dispositivo de segurança criado para este fim, mas sua evolução tecnológica mudou suas aplicação ao longo dos anos. Saiba mais!

Token imagem descritiva
Tempo de leitura: 4 minutos

Garantir a segurança para transações online é  uma questão de prioridade para empresas que lidam com pagamentos em ambiente virtual. Dentro do contexto da Segurança da Informação, são muitos processos envolvidos para manter protegidos os dados sensíveis tanto do lado do cliente quanto da empresa para esse tipo de operação financeira. 

Leia também: Como garantir a segurança dos dados financeiros dos seus clientes

No entanto, existem outras frentes nesse tipo de negócio responsáveis por manter a integridade das transações efetuadas pela internet, como é o caso do token. Esse dispositivo de segurança se tornou muito conhecido do público há alguns anos, quando passou a ser distribuído de forma física por instituições bancárias a seus correntistas. 

Na época, o pequeno aparelho oferecia uma nova senha para cada operação financeira realizada no banco. Ao longo do anos, esse dispositivo se popularizou e, ainda que sua função principal tenha se mantido a mesma, hoje em dia é utilizado em outras aplicações, sempre com o objetivo de oferecer mais segurança às transações.

Conheça o que é esse dispositivo de segurança, como ele funciona e a sua importância para pagamentos online. Vem com a gente!

Token imagem descritiva

O que é um token?

O token é um dispositivo de segurança capaz de gerar códigos numéricos únicos para a realização de transações digitais. Essas combinações numéricas não se repetem e duram apenas alguns segundos justamente para garantir a segurança de cada operação realizada pelo usuário. 

Se antes os tokens estavam necessariamente vinculados a um aparelho físico, que lembrava muito um chaveiro, distribuído por bancos tradicionais aos seus clientes, hoje se tornou uma aplicação digital, permitindo ser acessado por meio de um computador, smartphone ou até mesmo tablets. Algumas configurações de token podem ser enviadas por SMS ou WhatsApp, dependendo da complexidade da operação e também da instituição.

Qual a importância desses dispositivos de segurança?

Ainda que muitos usuários possam se sentir protegidos apenas com a senha numérica criada eles mesmos nas instituições financeiras, o número de fraudes em transações digitais tem crescido cada vez mais. 

Dados levantados pela FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos), apontam que desde março de 2020, houve um aumento de 70% nas tentativas de golpes financeiros e fraudes em meios de pagamento online, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Com a tokenização, os dados transacionados em operações financeiras virtuais permanecem seguros, tanto para o cliente quanto para a empresa. Mas como isso é possível?

Como os tokens funcionam?

Com a evolução do meios de pagamento, a tecnologia de tokenização substituiu as versões físicas do token, que eram o aparelho gerador de senhas e também os cartões plásticos, nos quais era possível raspar o código PIN. 

Atualmente o token é um número digital, uma sequência única de caracteres utilizada para cada transação financeira, ou então para operações realizadas pelo mesmo serviço de pagamentos ou carteira digital. Cada sequência numérica gerada pelo token digital é única e dura apenas poucos segundos. 

Por serem sequências numéricas únicas e com uma duração de tempo muita curta, isso significa que token gera uma para cada transação que o usuário for realizar, o que torna as combinações infinitas e praticamente impossível de fraudar. 

Do lado das empresas, é uma forma de garantir que quem está realizando a operação é realmente o cliente cadastrado no sistema. Isso é fundamental para garantir a seguranças dos dados financeiros de ambas as partes. E ainda que os consumidores não percebam toda essa movimentação, suas transações fica seguras e seus dados sempre protegidos.

Token Juno

Aqui na Juno, a gente se preocupa em manter o seu dinheiro seguro! Pensando nisso, criamos o Token Juno, um dispositivo de segurança desenvolvido para evitar que outras pessoas façam movimentações na sua conta sem a sua autorização.

Por esse motivo, ele é tão importante e também necessário para que você possa pagar contas e fazer transferências de forma segura na sua Conta Juno

Leia também: Como habilitar o Token Juno?

Quem fez movimentações na minha conta? Essa pergunta é capaz de tirar o sono de qualquer pessoa e nós queremos que você se sinta sempre seguro! O Token Juno deixa a sua conta com mais segurança e você pode aproveitar todas as nossas funcionalidades da melhor forma possível. 

O Token Juno gera um código único, que vai existir por um tempo muito limitado, é dessa forma que ele garante que, naquele momento, a autenticação do usuário foi realizada, pois essa é uma forma de evitar fraudes, invasões de conta e clonagens de senhas.

Depois de habilitado, para algumas transações e movimentações que realizar na sua conta, você vai receber um código de segurança no app. Então nós vamos ter certeza que é você mesmo quem está fazendo essas movimentações e a sua conta vai continuar segura!

Tokenização via API da Juno

Com o objetivo de facilitar o processo de geração de cobranças recorrentes, a API da Juno oferece a funcionalidade de tokenização dos dados do cartão de crédito de seu cliente.

Leia também: Fidelize seus clientes com as cobranças recorrentes no cartão de crédito

Quer continuar essa conversa? Fale com a gente pelas nossas redes sociais @tamojuno 🤟