E-commerce

O que é SKU e como ele pode ajudar no seu estoque

O SKU é o código responsável por identificar determinado produto, de acordo com suas características, dentro de um estoque. Essa ferramenta desempenha um papel importante na gestão de estoque, confira como utilizá-la!

SKU imagem descritiva
Tempo de leitura: 3 minutos

O estoque deixou de ser considerado apenas um local de armazenamento de produtos e matérias-primas e seu gerenciamento passou a ser fundamental para garantir que a logística e outros setores de uma empresa funcionem de forma otimizada, garantindo a produtividade e a lucratividade do negócio. Isso fez com que esse espaço ganhasse cada vez mais a atenção dos gestores e fosse visto como parte da estratégia de otimização de recursos empresariais.

Leia também: Como fazer controle de estoque?

Existe uma série de ferramentas que garantem a melhor usabilidade dos estoques dentro das empresas, como é o caso do SKU, sigla em inglês para Stock Keeping Unit e em português significa Unidade de Manutenção de Estoque. 

Atualmente, um dos maiores desafios de um e-commerce, por exemplo, é manter a consistência do estoque. O papel do SKU é justamente o de manter a organização e classificação do espaço de armazenamento, permitindo mais agilidade no processo de vendas.

Entenda o que é o SKU, como ele funciona e a sua importância para o sucesso nas vendas.

SKU imagem descritiva

O que é SKU?

O SKU tem o objetivo de identificar, de maneira prática, produtos que uma empresa possui em estoque. Mas como isso é possível? 

O SKU consiste em um código, formado por uma sequência alfanumérica, que é atribuída a determinado produto em estoque. A partir desse código, é possível identificar a mercadoria com facilidade.

Esses códigos podem ser utilizados por armazéns, e-commerces, marketplaces ou qualquer outro tipo de negócio que tenha a necessidade de fazer uma boa gestão de seu estoque.

Como utilizar o SKU

Diferente do código de barras, o SKU identifica os produtos de acordo com suas características, como modelo, cor, marca, etc. Imagine que o produto em questão é uma televisão da marca XX, fabricante YY, modelo ZZ, cor preta e uma tela de 50″ polegadas. O SKU dessa televisão no seu estoque seria: TVXXYYZZPR50. 

Dessa maneira, é possível classificar todo os produtos de uma empresa de forma única e, o mais importante, de fácil entendimento para os colaboradores responsáveis pelo estoque.

Um dos fatores mais importantes na criação de um SKU é respeitar a lógica das características do produto e cuidar para não criar códigos muito extenso, que exijam uma interpretação demorada ou até mesmo uma consulta secundária a uma planilha, por exemplo. A ideia é que o responsável pelo estoque não perca tempo tentando traduzir o SKU. 

SKU x código de barras

Ainda que ambos desempenhem a função de identificação, suas aplicações práticas são diferentes. O SKU está ligado à organização interna do lojista e é criado por ele mesmo. Já o código de barras apresenta uma relevância mercadológica maior, e é gerado por uma organização específica.

Na prática, o SKU permite mais agilidade ao lojista na hora de encontrar os produtos nas prateleiras, além de fazer parte de uma organização interna da empresa. Mas vale lembrar que o SKU serve apenas para o gerenciamento e organização do estoque. Informações referentes ao preço do produto, por exemplo, precisam estar no código de barras. É importante que os produtos tenham as duas identificações. 

Vantagens em utilizar o SKU

Mais organização

Uma das maiores vantagens do SKU está no seu principal objetivo: a organização. Isso porque os itens podem ser mais facilmente classificados, além de melhorar a disposição física dos produtos nas prateleiras, uma vez que é possível organizá-los por meio de diferentes tipos de classificação. Além disso, o código otimiza o trabalho de logística.

Maior produtividade

O SKU facilita a organização e o controle do estoque. Isso permite que uma tarefa cotidiana, como encontrar um produto nas prateleiras, ganhe muito mais agilidade.

Um controle de estoque eficiente contribui para que as compras de reposição sejam feitas no momento ideal. Dessa forma, é possível acompanhar o estoque mínimo e máximo de cada produto específico, garantindo que o estoque não fique desfalcado.

Integração com sistemas

Outra grande vantagem na utilização do SKU é a possibilidade de integração com outros sistemas, como ERPs (softwares de gestão), por exemplo. Com isso, há maior eficiência no gerenciamento das informações e diálogo com outras áreas da empresa.

Integre seu e-commerce com a Juno e otimize seu processo de vendas. Nossa plataforma oferece uma série de vantagens para a sua loja virtual: 

  • Solução 100% Whitelabel;
  • Split de pagamento;
  • Comissionamento automático;
  • Cobrança recorrente;
  • Compra com um clique;

Gostou de saber mais sobre SKU? Deixa um comentário para gente 😉