Tecnologia

Guia do Pix: tudo o que você precisa saber sobre o novo sistema do Banco Central

Com a chegada do Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, cada vez mais próxima, é essencial estar preparado para tudo que essa nova forma de fazer e receber pagamentos vai oferecer. Confira o nosso guia completo do Pix!

Pix imagem descritiva
Tempo de leitura: 6 minutos

Com a data em que o Pix, o novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, entra oficialmente em operação cada vez mais próxima no calendário, é importante garantir que você e o seu negócio estão preparados para tudo que essa novidade vai trazer para o mercado financeiro do Brasil. 

Leia também: Conheça o Pix, o novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central

A partir do dia 16 de novembro de 2020, a dinâmica dos meios de pagamento brasileiros vai ganhar uma velocidade diferente, o que muda o jogo tanto para quem compra quanto para quem vende e o grande responsável por essa mudança toda é o Pix do Bacen. A partir dele, as transações bancárias passam acontecer 24 horas por dia, todos os dias da semana e do ano, o que inclui finais de semana e feriados

Outro grande diferencial que o novo sistema vai proporcionar é que as operações bancárias vão acontecer em até dez segundos. Daí vem seu nome: instantâneo! E como se isso não fosse o suficiente para abalar as estruturas da forma como os pagamentos são realizados no Brasil atualmente, as transações realizadas pelo Pix vão custar menos do que custam hoje para os usuários

É por esses motivos e muitos outros que o nome Pix tem aparecido tanto em tantos lugares. E esse é apenas o começo do que esse novo sistema de pagamentos pode fazer por você e pelo seu negócio. 

Para aquecer os motores e entrar no clima Pix, preparamos um verdadeiro guia com todos os conceitos e termos que você precisa conhecer para quando chegar o tão esperado dia 16 de novembro, você já ser um expert em Pix. Vem com a gente!

Glossário do Pix

Banco Central

O Bacen é responsável por gerenciar a base única e centralizada de endereçamento, além da infraestrutura única de liquidação das transações, que vai funcionar 24 horas por dia.

Ecossistema de pagamentos instantâneos brasileiro

Ambiente formado pelo arranjo aberto instituído pelo BC, denominado Pix, pelos prestadores de serviços de pagamento participantes do arranjo, pelo Diretório de Identificadores de Contas Transacionais e pelo Sistema de Pagamentos Instantâneos, utilizado para a liquidação das transações realizadas entre diferentes instituições participantes do arranjo de maneira centralizada no Banco Central.

Chaves Pix

As Chaves Pix são a nova forma de identificar endereços bancários. Por meio dessas chaves, o Bacen reconhece sua conta no banco e valida suas transações bancárias.

Leia também: Tudo sobre as Chaves Pix

Mas o que são essas chaves e como isso funciona? São dados como telefone, e-mail ou CPF/CNPJ, que ficam vinculados aos seus dados bancários. Tudo isso fica registrado no DICT (Diretório de Contas Transacionais).

Leia também: Como criar sua Chave Pix na Juno

Como funciona: 

1. O usuário acessa o aplicativo da instituição onde tem conta e clica na opção de pagamento instantâneo;

2. Define se será pagamento ou recebimento;

3. Ao definir pagamento, seleciona o tipo de chave para identificar o recebedor;

4. A seleção da chave retorna os dados do recebedor. O usuário insere valor e senha* e confirma o pagamento;

5. As informações da transação são confirmadas tanto para o pagador como para o recebedor;

Preparamos um vídeo para explicar como cadastrar a sua primeira Chave Pix com a Juno, é só dar o play para conferir:

QR Codes

É um código de barras bidimensional gerado por um usuário final, com a finalidade de facilitar a iniciação da transação de pagamento via Pix.

QR Code estático 

Esse tipo de QR Code pode ser utilizado em mais de uma transação, isso significa que pode estar impresso no PDV (Ponto de Venda), ser utilizado para dividir o valor de uma pizza entre amigos. Em outras palavras, ele é o tipo de código ideal para compartilhar, com segurança, dados bancários para realizar transferências. 

QR Code dinâmico 

O QR Code dinâmico, por sua vez, desempenha a função de uma cobrança mais formal, de um modo geral associada a um boleto. É o tipo de código que vai ser muito utilizado para realizar pagamentos ou cobranças em e-commerces, por exemplo. 

O Pix também oferece a possibilidade de inserir informações manuais para direcionar um pagamento, utilizando as mesmas chaves registradas no DICT – e-mail, CPF/CNPJ ou telefone – para determinar o destinatário de uma transação.

Outra opção é a Chave Aleatória, que é o endereço virtual de pagamento, e é uma forma de manter a privacidade do cliente no uso do QR Code estático. Ele funciona a partir de um número hexadecimal com 32 caracteres, e é gerado de forma aleatória e exclusiva pelo DICT.

Leia também: Pix: QR Code Estático X QR Code Dinâmico

Pix imagem descritiva

DICT (Diretório de Identificadores de Contas Transacionais)

O Diretório de Identificadores de Contas Transacionais, mais conhecido por sua sigla DICT, é o componente do Pix que armazena as informações dos usuários recebedores e das respectivas contas transacionais, que podem ser localizadas por meio das Chaves Pix. 

SPI (Sistema de Pagamentos Instantâneos)

O SPI é a infraestrutura centralizada e única de liquidação bruta, que funciona  em tempo real, do ecossistema de pagamentos instantâneos brasileiro.

Liquidante no SPI 

É o participante direto que presta serviço de liquidação a um participante indireto. Em um pagamento, pode atuar como participante direto recebedor ou como participante direto pagador, dependendo do caso.

SFN (Sistema Financeiro Nacional)

O Sistema Financeiro Nacional é formado por um conjunto de entidades e instituições que promovem a intermediação financeira, ou seja, o encontro entre credores e tomadores de recursos. 

É por meio desse sistema financeiro que as pessoas, as empresas e o governo circulam a maior parte dos seus ativos, pagam suas dívidas e realizam seus investimentos.

Conta PI (Conta Pagamentos Instantâneos)

Conta mantida no Banco Central de titularidade de um participante direto, que é utilizada para fins de liquidação de pagamentos instantâneos. Ela é regulamentada pela Circular Bacen nº 4.027, de 12 de junho de 2020.

Conta transacional

Já essa conta é mantida por um usuário final em um prestador de serviços de pagamento e utilizada para fins de pagamento ou de recebimento de um pagamento instantâneo. 

Pode ser uma conta de depósitos à vista, também conhecida como conta corrente, de depósitos de poupança, de pagamento pré-paga ou até mesmo uma carteira digital, disponibilizada por diversas instituições

PSTI (Provedor de Serviços de Tecnologia da Informação) 

Entidade autorizada pelo Comitê Gestor a prestar serviços de processamento de dados, para fins de acesso à RSFN, a instituições financeiras e a demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central, por meio de centros de serviços de informática compartilhados, nos termos do Capítulo VII da Circular nº 3.629, de 19 de fevereiro de 2013. Corresponde às empresas de conectividade referenciadas no Comunicado nº 32.927, de 21 de dezembro de 2018, como switch.

Instituição de Pagamento

Instituição de pagamento (IP) é a pessoa jurídica que viabiliza serviços de compra e venda e de movimentação de recursos, no âmbito de um arranjo de pagamento, sem a possibilidade de conceder empréstimos e financiamentos a seus clientes, de acordo com a definição do próprio Banco Central.

Junto com outras 24 empresas no país todo, a Juno é autorizada e reconhecida como Instituição de Pagamentos pelo Banco Central! 

Leia também: 6 regras do Pix que você precisa conhecer

Liquidante especial

São as instituições que têm como finalidade prestar serviço de liquidação para outros participantes, sem ofertar envio ou recebimento de um Pix para usuários finais. Isso significa que essa modalidade é responsável por operar o Pix garantindo tecnologia e conexão, sem nenhum contato direto com os clientes finais. 

Participante direto

Os participantes diretos são as  Instituições de Pagamento autorizadas a operar pelo Banco Central. No sistema de pagamentos instantâneos do BC, o participante direto oferece uma conta transacional para o usuário final e que, para fins de liquidação, é o titular da conta. 

Participante indireto

É a instituição que também oferece uma conta transacional para o usuário, mas que não é titular da conta de Pagamentos Instantâneos no Banco Central nem possui uma conexão direta com o SPI (Sistema de Pagamentos Instantâneos). Esse tipo de participante utiliza os serviços de um liquidante no SPI com o objetivo de liquidar pagamentos instantâneos. 

Pagador 

O usuário que vai realizar os pagamentos pelo SIP junto às instituições credenciadas pelo Pix.

PSP do pagador 

PSP no qual o usuário pagador detém a conta transacional que será debitada para a realização de um pagamento instantâneo.

Recebedor

É a outra ponta no fluxo das transações realizadas pelo Pix é justamente quem recebe os pagamentos instantâneos.

PSP do recebedor  

PSP no qual o usuário recebedor detém a conta transacional que será creditada no caso de um pagamento instantâneo pelo Pix.

Inserção manual dos dados 

Processo pelo qual o usuário pagador insere manualmente os dados de identificação do usuário recebedor e da sua respectiva conta transacional para iniciar uma transação de pagamento instantâneo.

Timeout 

Passar do limite de tempo, determinado pelo gestor do sistema, o que causa a rejeição de uma transação de pagamento instantâneo.

Usuário final  

Pessoa natural,  jurídica ou ente governamental que utiliza um serviço de pagamento instantâneo, como pagador ou recebedor.

Usuário pagador 

Usuário final que, no processamento da transação de pagamento instantâneo, tem a sua conta transacional debitada.

Usuário recebedor 

Usuário final que tem a sua conta transacional creditada no processamento da transação de pagamento instantâneo.

Tudo pelo seu smartphone

Toda a operação do Pix vai acontecer direto no seu smartphone, de onde você estiver, inclusive a criação e gerenciamento das Chaves Pix!

E você já tem acesso a um ambiente especial dedicado ao novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central no App Juno. Ainda não baixou nosso app? Ele é gratuito, sem mensalidade e está disponível nas versões Android e iOS!

Leia também: App Juno: saiba tudo que o nosso aplicativo pode fazer pelo seu negócio

Em breve, a Juno vai estar com o sistema instantâneo de pagamentos do Bacen disponível em nossa plataforma. A gente tá ansioso por aqui e você? ;D

Quer saber mais sobre o Pix e como ele vai funcionar na Juno?

Preencha o formulário abaixo e a nossa equipe entrará em contato!

Quer continuar essa conversa? Fale com a gente pelas nossas redes sociais @tamojuno 🤟