Meu negócio

Empreendedorismo digital na educação: fazendo a gestão do seu próprio negócio online

Saiba como fazer a gestão do seu próprio negócio online a partir do empreendedorismo digital na educação.

Empreendedorismo digital
Tempo de leitura: 3 minutos

Quando pensamos em empreendedorismo digital, é comum relacionarmos a negócios de grande visibilidade como Google, Amazon, Facebook, entre muitos outros, e essa linha de pensamento não está errada. 

No entanto, não são apenas os casos mais famosos que merecem destaque na definição de empreendedorismo digital. A verdade é que esse modelo mudou a forma de fazer negócios em praticamente todas as áreas do mercado e para o segmento da educação não foi diferente. 


As escolas tradicionais já contam um com um modelo próprio de negócio, que aos poucos vem se digitalizando, mas é muito diferente dessa forma de empreender. Já os professores particulares e também escolas de menor porte, de idiomas e dança por exemplo, podem contar com essa forma de empreendedorismo como grande aliada.

Antes de contarmos como o empreendedorismo digital pode impulsionar esses modelos de negócios, vamos mostrar o que de fato esse conceito significa:


O conceito de empreendedorismo digital

Para que esse tipo de empreendedorismo seja uma realidade, é necessário que a maior parte dos processos do negócio aconteça em um ambiente digital. Isso significa que o relacionamento com com o consumidor, conteúdo e até mesmo formas e soluções de pagamento precisam estar online.

De um modo geral, o empreendedor digital dispõe de uma série de ferramentas para fazer o negócio funcionar da melhor forma possível. Isso porque o maior objetivo desse modelo é proporcionar escalabilidade ao criar uma integração entre diferentes áreas do empreendimento.

Isso só é possível se seus produtos ou serviços estiverem disponíveis em sites próprios ou até mesmo marketplaces. Dessa forma o seu público-alvo consegue encontrar informações essenciais sobre o que você está vendendo em um lugar só. 

Como se tornar um empreendedor digital?

Imagem descritiva sobre empreendedorismo

Para tirar a ideia do papel e transformar o conceito em realidade, existem alguns pontos essenciais: 

  • Planejamento;
  • Entender a dor/problema do seu cliente;
  • Traçar uma estratégia para solucionar esse problema; 
  • Investir em Marketing Digital;
  • Se tornar um diferencial no mercado.

Cada ponto citado pode fazer muita diferença no sucesso do seu negócio, se executado da melhor forma possível. 

Mas como trazer essas estratégias para o segmento da educação?

Da sala de aula tradicional para o universo empreendedor. Esse tem sido um novo nicho de mercado dentro do segmento de educação e o empreendedorismo digital é a grande aposta para professores particulares e escolas de porte pequeno, como citamos anteriormente. 

Isso porque o  público-alvo desses educadores, ou seja, os alunos, estão conectados constantemente e disponibilizar conteúdo das aulas, abrir um canal de comunicação e até mesmo buscar formas de atrair novos alunos online é o método mais assertivo. 

Leia também: Case de sucesso: Teacher Chris – Como empreender como professor

Site
Concentrar conteúdo de aulas, calendário, informações sobre o professor particular ou escola em um mesmo site vai facilitar muito a vida dos alunos, além de tornar todo o processo de aprendizado mais dinâmico. 

Vídeos

Com o apoio de tecnologias e ferramentas especializadas, é possível incluir aulas em vídeo para os alunos no site. Essa é uma boa estratégia de atrair novos prospects – pessoas que podem se tornar clientes,  que ainda não conhecem o trabalho da escola ou do professor, além de facilitar o ensino à distância.

Formas de pagamento

Uma das grandes dores do professor particular é a hora de cobrar seus alunos, pois pode criar uma situação tanto confortável. Mas existem métodos de oferecer formas de pagamento, como boleto bancário, cartão de crédito, link de pagamento, entre outras, proporcionando maior facilidade aos clientes para efetuar o pagamento. 

Controle de inadimplência

Quando o negócio é próprio e você além de gestor, precisa fazer planejamento de aulas, cuidar de agenda de alunos e mais uma série de obrigações, a inadimplência é um risco. Por isso, é essencial ter um controle da sua carteira de cliente, que nesse caso específico, chamaremos de carteira de alunos. Algumas ferramentas e plataformas podem ajudar com lembretes nos dias de vencimento de cobranças, por exemplo.

A figura do professor como empreendedor, tanto no cenário particular quanto em escolas de pequeno porte, tem ganhado cada vez mais espaço no mercado e as possibilidades do ambiente digital potencializam esse crescimento.

De acordo com dados levantados pelo MEC (Ministério da Educação), mais de 1,5 milhão de estudantes brasileiros optam pelo EAD – ensino à distância, pela praticidade que a modalidade oferece.

A pesquisa, realizada em 2018, abre muitas portas para professores que buscam crescimento no universo do empreendedorismo digital.  E você, já está pronto para empreender nessa área?