Tecnologia

Criptografia de dados em APIs e processamento de pagamentos

A criptografia de dados em API é uma tecnologia essencial para garantir sistemas mais seguros para as empresas. Entenda como esse conjunto de técnicas protege dados sensíveis do seu negócio!

Criptografia de dados imagem descritiva
Tempo de leitura: 3 minutos

A utilização de interfaces para a comunicação entre sistemas de diferentes aplicações exige soluções para a proteção efetiva de dados dos usuário, de forma que sejam criados recursos para coleta, troca e validação de informações em meios digitais. No cenário de processamento de pagamentos, a necessidade de segurança de dados sensíveis é ainda maior.

Por ser um conjunto de técnicas que permitem a proteção de informações contra a leitura de terceiros, a criptografia de dados em APIs de pagamentos é um processo fundamental para tornar sistemas mais seguros.

Criptografia de dados imagem descritiva

O que é criptografia de dados e como ela funciona

De forma simplificada, a criptografia de dados é um conjunto de técnicas desenvolvidas para manter informações restritas apenas a emissor e receptor, eliminando chances de terceiros obterem acesso a dados. 

Atualmente, sua forma mais comum é denominada de criptografia assimétrica, a qual permite um tipo de comunicação protegida em todas pontas de forma escalável, verificável e robusta. No entanto, também existe a criptografia simétrica e o que difere ambas é o tipo de chave que permite criptografar e descriptografar conteúdos.

As chaves são geradas por algoritmos que criam uma sequência de caracteres específica para cada processo, podendo ter tamanhos distintos e, quanto maiores, mais seguras elas se tornam.

Criptografia assimétrica

  • Chave pública: é aquela que é distribuída a todos que desejam se comunicar e permite que o conteúdo de uma mensagem seja cifrado;
  • Chave privada: exclusiva do destinatário do conteúdo, permite que a informação seja visualizada com segurança.

A combinação das duas é fundamental para o uso em larga escala de comunicações seguras. A partir delas, a empresa pode, por exemplo, implementar a criptografia de dados em APIs de pagamento, escalar o serviço e ainda manter a confiabilidade da aplicação, mesmo em momentos de alta demanda.

Criptografia simétrica

  • Chave privada: utilizada nas duas pontas da transmissão entre emissor e receptor.

Existe uma série de protocolos de proteção utilizados na criptografia de dados. Os mais comuns atualmente são 3DES, RC AES, TLS e SSL.

Como a criptografia de dados em API torna sistemas mais seguros

A partir da criptografia de dados, principalmente em meios digitais, é possível criar sistemas mais preparados e robustos para lidar com a demanda dos usuários. Nesse sentido, os recursos podem ser desenvolvidos com a certeza de que as informações serão enviadas, acessadas e compartilhadas com privacidade e segurança.

A utilização da criptografia de dados em API facilita a implementação de mecanismos para a integração entre sistemas que possam compartilhar, modificar e visualizar dados sensíveis, como a de cartões de crédito, por exemplo, sem comprometer a segurança e a privacidade dos usuários.

Dessa forma, o negócio pode criar soluções mais alinhadas com o seu público-alvo. O pagamento por serviços e produtos poderá ser realizado através de mais meios, o que evita riscos e torna o negócio mais confiável. Além disso, a empresa se alinha com as regras de proteção de dados com maior facilidade.

Por que é necessário aplicar a criptografia de dados em APIs de pagamentos?

Marcos legais como a LGPD, lei nº lei nº 13.853, de 2019 (Lei Geral de Proteção de Dados) e a  Resolução 4.658, do Banco Central, criaram novas normas sobre o modo como empresas e instituições de pagamento definem, gerenciam e publicam as suas políticas de privacidade. Graças a essas leis, a relação de negócios com os seus clientes se tornou mais transparente e organizada.

Empresas que deixam de investir na área, correm o risco de se expor a ataques cibernéticos, o que deixa não apenas os seus próprios dados sujeitos a falhas de proteção, como também de seus clientes. O roubo de dados acarreta em uma série de prejuízos para a empresa a médio e longo prazo, sendo os  principais:

  • Dificuldade de recuperação de imagem do negócio frente a concorrentes, clientes e parceiros comerciais;
  • Redução das receitas causada pela perda de negócios;
  • Diminuição da produtividade até que os dados sejam restaurados e as operações retomadas;
  • Possibilidade de enfrentar processos judiciais;
  • Possibilidade de pagar multas.

A Juno conta com um time de Risco e Compliance dedicado a garantir a segurança dos seus pagamentos, com a ajuda de um algoritmo que detecta possíveis fraudes. Nossa proteção tem o padrão internacional de segurança OAuth junto a Amazon, compatível com os mais altos padrões de PCI (Peripheral Component Interconnect) do mercado.

Leia também: Conheça a Juno para Devs: a documentação da nossa API

Com a nossa solução, você pode oferecer seus produtos e serviços de forma integrada a partir de uma API simples e robusta, além de contar com as melhores funcionalidades do mercado que garantem a segurança de todas as suas transações.

Gostou de saber mais sobre criptografia de dados em API de pagamentos? Deixe um comentário pra gente! ?