Como transformar a sua loja física em um negócio online?

Foto de Tatiana Michaud
Por Tatiana Michaud
8 min de leitura
15/06/2021

Com o crescimento recorde do e-commerce brasileiro em 2020, muitos negócios originalmente offline, têm migrado para o meio digital. Essa transformação tem se tornado uma tendência de mercado e veio para ficar. Saiba como fazer isso no seu negócio!

O ano de 2020 com certeza foi um marco na economia brasileira. De acordo com a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), mais de 150 mil lojas online foram criadas entre março e julho no Brasil.

Não foi só no número de lojas no meio digital que essa mudança aconteceu. O estudo anual realizado pela Ebit | Nielsen apontou que o e-commerce brasilero apresentou um crescimento de 47% nos primeiros seis meses do ano, o que configurou o maior aumento nos últimos 20 anos. 

Essa escalada surpreendeu até mesmo os especialistas mais experientes em economia do mercado. 

Mas, ainda que inesperado, esse salto que o comércio eletrônico deu no ano passado não veio sem explicação. As recomendações de distanciamento social pela OMS (Organização Mundial da Saúde), em decorrência da pandemia do coronavírus, criaram um novo comportamento do consumidor.

Esse novo perfil de consumo é muito mais online, pois ir fisicamente até às lojas se tornou um risco à saúde. Por mais que seja um cenário temporário, o conforto e a praticidade de poder fazer compras de dentro de casa tem se mostrado uma tendência que veio para ficar – muito além do cenário pandêmico que vivemos atualmente. 

Para quem já tinha um e-commerce, esse cenário é muito promissor, ainda que tenha se tornado mais competitivo, mas e como fica a perspectiva do lojista que vende apenas fisicamente?

O mesmo estudo da Ebit | Nielsen mostrou uma tendência de migração de negócios offline para o meio digital dentro dessa nova forma de consumir. Neste artigo, você vai ficar sabendo como adaptar sua loja física para um negócio online. Vem com a gente!

negócios online imagem descritiva

Quais as vantagens em transformar uma loja física em um e-commerce?

Como já deixamos escapar anteriormente neste artigo, esse novo comportamento do consumidor dá fortes indícios de que vai permanecer mesmo depois que a pandemia for apenas um fato nos livros de História. Isso porque a compra online, já muito consolidada entre o público mais jovem, conquistou também as faixas etárias mais maduras.

Os motivos para essa mudança ser mais permanente do que apenas acompanhar o período de maior restrição social que vivemos atualmente, se deve ao fato de que o consumidor descobriu nas compras online uma grande praticidade, conforto, além de economia de tempo, mesmo que em alguns casos esse tipo de compra envolva gastos com frete. 

Até agora citamos apenas vantagens para quem compra, e também colocamos um cenário praticamente de sobrevivência para quem tem lojas físicas a solução migração para o meio digital. Mas não é bem assim que a banda toca: transformar uma loja física em um negócio traz muitos benefícios também para o lojista, confira:

Disponibilidade 

Uma das maiores diferenças entre uma loja online e uma física, é que em sua versão digital, não existe horário de fechamento. 

É claro que você não vai ter um atendimento ao cliente, o famoso SAC, disponível fora dos horários úteis, mas os seus produtos ou serviços ficam disponíveis em uma vitrine virtual 24 horas por dia, todos os dias da semana e do ano, mesmo em finais de semana e feriados. Isso dá muito mais visibilidade para as suas vendas.

Uma novidade no mercado de meios de pagamento desde 2020 que com certeza ajuda nessa lógica de lojas que não fecham nunca, como é o caso dos e-commerces, é o Pix do Banco Central. 

Com ele, os consumidores podem realizar um pagamento de uma compra em um e-commerce até mesmo em um sábado de madrugada, que a compensação vai acontecer em questão de segundos. 

Economia

Não é que não existam gastos na hora de abrir e manter um e-commerce, eles com certeza existem e precisam ser levados em consideração. No entanto, é muito mais econômico manter uma loja online do que um espaço físico para receber clientes.

Em um e-commerce, você vai precisa arcar com custos principalmente voltados ao desenvolvimento do site da sua loja, contar uma boa plataforma para fazer a gestão financeira do seu negócio – como a Juno, por exemplo – incluir na conta divulgação com marketing digital, gastos com logística e, dependendo do seu ramo, até mesmo um estoque maior. 

Já em um negócio físico, os gastos são maiores, pois envolvem os custos com aluguel, manutenção, luz, água, internet, IPTU, salário para um número maior de funcionários, entre outros.

Produtos bem descritos

As lojas contam com uma vantagem que quando é bem utilizada pode ser um grande diferencial na hora de fechar uma venda. Os sites normalmente possibilitam a inclusão da descrição dos produtos. 

Como em vendas online não existe a figura do lojista presente para “vender o peixe”, por assim dizer, essa descrição precisa fazer muito bem esse papel. Nessa hora é importante escrever tudo sobre o produto, com um tom diferente, e incluir uma descrição mais técnica também: quais são os materiais, tamanho, cores disponíveis, peso. 

Outro ponto que pode fazer muita diferença é disponibilizar mais de um foto do produto, em ângulos e aproximações diferentes. Afinal o cliente não vai até a loja física para ver o produto em si, e ele precisa ter confiança no que está comprando.

Mais praticidade na compra

Na pesquisa realizada pela Ebit | Nielsen, esse novo perfil do consumidor foi avaliado como composto por um público que busca mais do que apenas produtos para consumir, eles estão interessados também na experiência da compra. Tudo isso sem sair do conforto de suas casas. 

Então, a praticidade e a experiência são as palavras-chave para conquistar esse tipo de público. Justamente por isso, a navegação pelo site da sua loja precisa ser a mais descomplicada possível, além de contar com um checkout muito bem estruturado.

Como fazer a migração do meu negócio do offline para o online?

Desenvolva uma estratégia omnichannel

O conceito de omnichannel surgiu do novo perfil de comportamento do consumidor, que busca muito mais do que uma compra na hora de escolher produtos ou serviços de uma loja, ele busca uma experiência. Isso significa que é preciso desenvolver um relacionamento mais estreito e assertivo com clientes e prospects nesse cenário.

Para ganhar destaque um e-commerce deve ser omnichannel. Essa estratégia significa a integração entre diferentes pontos de contato junto ao consumidor. Seu principal objetivo é garantir uma melhor experiência de compra, além de criar e desenvolver um relacionamento mais estreito com clientes e prospects

Na prática, isso significa integrar loja física e virtual em todos os aspectos:

  • Ferramentas tecnológicas;
  • Estratégias de marketing;
  • Treinamento dos funcionários.

Conte com plugins

Para quem está começando a vender online, e mesmo para quem já está consolidado neste mercado, os plugins são uma ótima solução para e-commerces, pois eles são pensados justamente para facilitar a personalização e gestão de pagamentos das lojas. 

Na Juno, você conta com o melhor estilo plug and play do mercado: integra, personaliza com a cara do seu negócio e então é só começar a vender. Simples assim!

Com o Juno para WooCommerce, nosso plugin, você pode vender via cartão de crédito e boleto bancário, de forma integrada com o seu e-commerce. 

Funciona assim: seu cliente faz o pagamento no checkout da sua loja e o valor aparece no painel da sua Conta Juno. Depois disso é possível realizar transferências para conta bancária de sua escolha.

Ofereça mais meios de pagamento

A velha máxima do marketing também vale para e-commerces: o melhor meio de pagamento é aquele que cabe no bolso do cliente no momento de fechar a compra. 

É justamente por isso que você deve contar com o tradicional boleto bancário, o cartão de crédito – um dos meios de pagamento

 preferidos do consumidor brasileiro, especialmente na modalidade parcelada – e claro, a menina dos olhos dos meios de pagamento do Brasil atualmente que é o Pix.

A boa notícia é que na Conta Juno, ou via integração com a gente, você pode disponibilizar todos eles para os seus clientes. E não só isso, como também fazer a gestão completa das suas cobranças, controlar seu fluxo de caixa, o ticket médio do seu negócio e muito. A Juno tem a conta digital PJ feita para o seu novo e-commerce!

Quer aumentar as vendas do seu negócio?

Preencha o formulário abaixo e a nossa equipe entrará em contato!

Tipo de negócio
até 5/mês
até R$ 5 mil

Quer continuar essa conversa? Fale com a gente pelas nossas redes sociais @tamojuno 🤟