Meu negócio

Como manter a gestão da sua escola em tempos de crise

Tempos de crise econômica, como o que vivemos atualmente, impactam todos os tipos de negócio, inclusive as instituições de ensino. Manter a gestão escolar, com o foco sempre na qualidade de ensino dos alunos, e sem deixar a saúde financeira da escola de lado é um verdadeiro desafio. Separamos as principais dicas para gerenciar sua escola em tempos de crise, confira!

Gestão imagem descritiva
Tempo de leitura: 5 minutos

Em meados de março de 2020, o país inteiro passou a sentir os primeiros impactos da pandemia do coronavírus (SARS-CoV-2), e para o setor educacional os reflexos não foram diferentes. 

O anúncio da suspensão das aulas por conta da disseminação do vírus, ainda que muito prudente, deixou a sociedade preocupada com o futuro dos estudantes, a qualidade de ensino, e também com a saúde financeira das escolas. A primeira resposta ao fechamento, por tempo indeterminado, das instituições de ensino surgiu de um grupo de gestores educacionais em parceria com organizações da sociedade civil: a utilização de tecnologias digitais. 

Muitos setores da economia adaptaram seus regimes de trabalho durante a quarentena e garantiu que seus colaboradores trabalhem de casa, em sistema de home office

A solução encontrada por gestores educacionais é muito parecida e envolve um bom planejamento para que a ideia saia do papel. Mas não é apenas o EAD, sigla para Ensino a Distância, que vai salvar a sua escola de problemas financeiros durante essa crise que assola o país. Por isso, é importante entender a melhor maneira de manter a gestão da sua instituição de ensino em tempos de crise

Confira nossas dicas! 

Como funciona a gestão escolar

A gestão escolar envolve diversas áreas de uma instituição de ensino com o objetivo estratégico de obter resultados que tenham o foco principal na qualidade de ensino e desenvolvimento dos alunos. 

Leia também: 5 dicas para otimizar a sua gestão escolar

Para que isso se torne realidade, uma gestão educacional eficiente normalmente é dividida em seis pilares principais que visam trazer a otimização de tempo e processos nas escolas por meio da autonomia financeira, administrativa e pedagógica.

Pilares da gestão escolar:

  • Gestão pedagógica;
  • Gestão administrativa;
  • Gestão financeira;
  • Gestão de Recursos Humanos;
  • Gestão da comunicação;
  • Gestão de tempo e eficiência dos processos.

É importante que exista uma visão holística da escola, com todas as suas áreas, dando prioridade para as metas definidas a curto, médio e longo prazo no ano letivo, respeitando a importância de cada área.

O papel da gestão escolar na crise

Em um cenário como a crise do coronavírus, a gestão escolar precisa se manter muito ativa, mesmo que à distância. É fundamental que o corpo docente esteja completamente alinhado com as novas propostas de ensino para esse período temporário de mudança – e fica sob a responsabilidade da figura do gestor escolar fazer esse elo.

Gestão imagem descritiva

Dicas para manter a sua gestão escolar em tempos de crise

Além do EAD

A experiência escolar presencial é algo verdadeiramente insubstituível, talvez seja uma das experiências humanas mais fundamentais, principalmente em turmas muito jovens. No entanto, com o cenário atual é preciso se adaptar, pois o ensino não pode parar e, ao mesmo tempo, a saúde de todos está em risco, por isso a solução ideal é ensinar as crianças de suas casas.

Fechar as escolas e definir um plano de aulas e atividades para crianças e adolescentes à distância é totalmente diferente do habitual e é o grande desafio das instituições brasileiras nesse período de quarentena. No entanto, muitas universidades e faculdades já oferecem módulos e cursos inteiros no EAD e elas podem servir como referência de método de ensino.

Aos poucos o formato das aulas e atividades passadas para os alunos vai ganhando forma e o plano de ensino volta ao seu ritmo ideal.

Inclusão digital

A proposta do EAD é a melhor forma de continuar levando ensino para os alunos durante esse momento de distanciamento social, mas ela também traz um problema de desigualdade social: não vão ser todos os professores e alunos com computadores ou tablets em casa para poder seguir com esse plano de ensino.

Uma solução para tentar diminuir esse problema é fazer um levantamento de quais membros do corpo docente e discente não contam com esse tipo de equipamento disponível em casa para que a escola possa emprestar esses dispositivos.  

Conte com a parceria das famílias 

Os responsáveis pelos alunos serão peças fundamentais nesse processo, por isso será necessário envolvê-los desde o começo. Comece atualizando os contatos de pais e responsáveis, com endereços, telefones, e-mails, contatos de WhatsApp,  pois será essencial manter uma comunicação clara, transparente e ágil com eles. 

É importante que as famílias conheçam muito bem o seu plano de ensino e que estejam envolvidas nas rotinas das aulas e atividades estabelecidas. Dessa forma, será mais fácil contar com a ajuda e participação deles no processo todo. 

Especificidades por faixa etária 

Assim como as aulas são diferentes para cada série escolar, a tecnologia não funciona da mesma forma para todas as faixas etárias. Alunos de ensino médio, por exemplo, não precisam de acompanhamento de seus responsáveis para realizar atividades online, bem como aulas online para educação infantil não fazem muito sentido.

O ideal é pensar na tecnologia voltada para o ensino de acordo com cada segmento, suas necessidades e desenvolvimento de cada idade, assim como funciona em uma sala de aula. Também é preciso adaptar as aulas online pensadas na inclusão de estudantes com qualquer tipo de deficiência física ou intelectual. 

Saúde mental do corpo docente

Uma das grandes preocupações em momentos como o que vivemos diz respeito à saúde mental. Assim como é fundamental cuidar da saúde emocional dos alunos, é essencial que o corpo docente fique saudável também, pois esse período de adaptação tem causado mais exaustão em profissionais da educação em países que foram atingidos pela crise antes do Brasil. 

Uma dica muito importante é não exigir que professores fiquem conectados por muito tempo ou com grande parte de atividade simultâneas. É preciso estabelecer horários de atendimentos e respeitá-los. Os educadores não podem ficar à disposição de estudantes o tempo todo.

É ideal criar uma rotina de cuidado compartilhado. Faça vídeo conferências regulares e coloque o assunto da saúde emocional em pauta para falar sobre como está sendo o processo para todos os envolvidos.

Gestão financeira

Na crise do coronavírus, não tem sido somente o distanciamento social que tem afetado a sociedade como um todo. É importante pensar na gestão financeira da sua instituição de ensino durante esse período. 

Nesse momento, é importante fazer uma análise de todos os gastos atuais da escola e pensar tudo que pode ser cortado e renegociado. Investimentos de infraestrutura que estavam no planejamento escolar, por exemplo, precisam ser adiados. Ainda com essa redução de custos realizada ao máximo, é preciso fazer uma boa gestão financeira da sua instituição.

Softwares e ferramentas que façam automação dos processos financeiros da escola otimizam a gestão escolar e fazem com que o planejamento financeiro seja executado com agilidade, segurança e da melhor forma.

É importante contar com uma solução de pagamentos e cobranças completa, fácil de usar e sem burocracia, que faça o trabalho por você. Com a Juno é assim: você emite cobranças e recebe pagamentos sem preocupação. 

Além disso, você pode fazer uma gestão de alunos e cobranças recorrentes direto na plataforma, com a possibilidade de enviar lembretes automáticos na data de vencimento, evitando a inadimplência. Nossos relatórios permitem que você tenha uma visão holística da saúde financeira da sua instituição de ensino, com dados valiosos. 

Manter a gestão escolar durante um cenário de crise como o vivemos atualmente é um verdadeiro desafio. 

A partir dessas dicas, é possível manter qualidade de ensino e a saúde financeira da sua instituição de ensino. 

Quer continuar essa conversa? Fale com a gente pelas nossas redes sociais @tamojuno 🤟