Funcionalidades

Como funciona o sistema antifraude da Juno?

Garantir a segurança de dados financeiros é assunto sério e a melhor forma de fazer isso acontecer é por meio de sistemas antifraude, que cruzam informações por meio de bases e perfis de compra dos consumidores. Conheça o sistema antifraude da Juno!

antifraude imagem descritiva
Tempo de leitura: 6 minutos

Lidar com transações não é rotina para ser levada de forma leviana, especialmente quando essa troca de dados acontece virtualmente. Uma pesquisa realizada pela ClearSale, uma empresa especializada no combate a fraudes no comércio eletrônico, apontou que, apenas em 2018, tentativas de fraudes em e-commerces chegaram a R$ 1,4 bilhão.

O número é realmente assustador e todo cuidado é pouco na hora de lidar com dados financeiros pessoais tanto dos clientes quanto da própria empresa na hora de transacionar informações. Por isso os chamados sistemas antifraudes são tão fundamentais para os negócios.

A segurança dos dados começa, tanto para o lado do cliente quanto para a empresa, no momento de cadastrar os dados pessoais. Verificar esse primeiro contato dentro da empresa é essencial para garantir a segurança para as duas pontas e para que, a partir desse ponto, ambos tenham a certeza de que estão lidando com dados verificados, atualizados e seguros.

Leia também: Como garantir a segurança dos dados financeiros dos seus clientes

Mas como funciona um sistema antifraude e quais são os tipos ações fraudulentas que podem acontecer? Neste artigo você conhece as respostas para esses questionamentos tão importantes, além de ficar sabendo sobre o sistema antifraude da Juno. Vem com a gente!

O que é um sistema antifraude?

Por definição, são sistemas que cruzam dados do consumidor fornecidos no momento da compra ou transação com bases de dados de comportamento de compra com o objetivo principal de diminuir o risco de fraudes e garantir a segurança em cada operação.

Quais as vantagens de um antifraude?

O antifraude tem como objetivo principal garantir a segurança de todas as partes envolvidas em operações realizadas pela internet e esse processo traz muito benefícios. Os principais são:

  • Redução de fraudes;
  • Proteção dos dados tanto da empresa quanto dos seus clientes;
  • Proteção para o lojista contra danos morais;
  • Redução do risco de prejuízos financeiros que podem decorrer de frades.

Os principais tipos de fraudes

É importante ressaltar que as fraudes cometidas pela internet não apenas prejudiciais para os negócios, elas se equiparam ao crime de estelionato, previsto no Art. 171 do Código Penal brasileiro

Tanto para não cometer nenhum ato fraudulento por falta de conhecimento quanto para identificar esse tipo de situação, é importante saber os principais tipos de fraude:

Fraude do cartão de crédito

Também chamada de fraude limpa, esse tipo de fraude acontece quando o fraudador possui todos os dados necessários para realizar a transação, como por exemplo, o número do cartão do consumidor e seu código de segurança.

Auto fraude 

Conhecida também como fraude do reembolso, acontece quando uma compra online é realizada pelo próprio dono do cartão que, posteriormente, entra contato com a operadora alegando roubo.

Fraude amiga

Tipo de fraude que acontece quando o cartão de crédito é utilizado por uma pessoa conhecida pelo titular, mas sem o seu consentimento.

Fraude de triangulação

Consiste na criação de uma loja virtual falsa, que captura os dados bancários dos clientes para realizar compras em lojas reais;

Fraude de páginas clonadas

Nesse exemplo de fraude, o fraudador cria apenas uma página falsa do e-commerce ou marketplace e captura os dados dos clientes;

Phishing

Uma campanha desse tipo acontece quando um e-mail de spam ou qualquer outro tipo de comunicação é enviado em massa com a intenção de induzir os destinatários a fazer algo que prejudique a segurança tanto deles quanto da empresa.

Com sistema antifraude da Juno seus dados pessoais e financeiros ficam totalmente seguros na sua Conta Juno. Saiba como funciona nosso sistema antifraude!

O sistema antifraude da Juno

A Juno é uma Instituição de Pagamentos autorizada pelo Banco Central, com certificação PCI DSS, e contamos com um time completo de Risco e Compliance – o que significa maior segurança antifraude nas suas transações.

Leia também: Entenda porque a tecnologia da Juno é segura

Isso significa que o nosso sistema antifraude é robusto justamente para garantir a segurança em todas a sua jornada na Juno. Saiba como funciona esse sistema. 

Avaliação das linhas de negócio

O processo de antifraude da Juno começa já no momento em que o consumidor cria sua Conta Juno e preenche seus dados cadastrais. Como mencionamos anteriormente neste artigo, faz parte do processo de um sistema antifraude a análise do perfil de compra do consumidor. Mas por que isso é tão importante? 

É a partir da construção dessa análise que é possível identificar comportamentos fora do padrão daquele cliente dentro da plataforma da Juno, o que pode indicar fraude. Isso quer dizer que os seus dados cadastrais podem ter sido comprometidos em uma das maneiras que citamos ao falar dos principais tipos de fraude. 

Para que a gente possa prevenir fraudes na sua Conta Juno, é importante que a gente conheça o máximo possível do perfil do seu negócio e do seu cadastro na Juno, por isso pedimos informações tão completas na hora de fazer o cadastro.

Para ser seguro, tudo começa no momento do cadastro e da emissão das primeiras cobranças. Os documentos que solicitamos ao final do seu cadastro  são importantes entendermos o melhor perfil do seu negócio. Na Juno, é possível emitir cobranças com CPF ou CNPJ e isso altera um pouco a relação dos documentos que pedimos no momento do cadastro, confira:

  • CPF: documento pessoal com foto frente e verso, e selfie segurando esse documento com o lado da foto virado para frente;
  • CNPJ: documento pessoal de um dos sócios da empresa com foto frente e verso, e selfie segurando esse documento;
  • Associação: doc frente e verso e selfie de um dos colegas seguintes: presidente, vice presidente ou diretor financeiro.

No caso de cadastro com CNPJ, além do documento frente e verso e selfie, também é preciso enviar o documento da empresa devidamente assinado e reconhecido:

  • MEI: Certificado MEI (pode ser na versão eletrônica);
  • ME: Requerimento de Empresário;
  • EIRELI: Contrato Social de Empresa Única;
  • LTDA: Contrato Social;
  • ASSOCIAÇÃO: Estatuto Social e Ata de Eleição atualizada.

Análise de selfie

No momento do cadastro com a Juno, é pedido que seja enviada uma selfie do cliente que está se cadastrando segurando seu próprio documento (que pode ser a identidade ou o CPF). 

Isso acontece pois precisamos garantir que quem está transacionando o seu dinheiro é você mesmo e essa foto é também é verificada instantaneamente por um sistema de machine learning, que faz um face matching entre a selfie e a foto do documento, conferindo a identidade de quem está se cadastrando.

Tanto a selfie quanto os documentos enviados são analisados criteriosamente com o objetivo de evitar a fraude de identidade.

Análise de pagamentos via cartão de crédito

Quando a Juno recebe um pagamento via cartão de crédito, essa transação é analisada por um sistema de machine learning, que avalia várias questões como por exemplo: local de pagamento, cartão utilizado, além de cruzar informações para identificar se o cartão utilizado costuma ser usado dessa forma.

O objetivo principal desse cruzamento de informações realizado por essa análise é o de prevenir tanto casos de fraude amiga quanto para proteger o próprio lojista de possíveis fraudes como a auto fraude, por exemplo, que é cometida por um consumidor final e gera chargeback para a loja. 

Leia também: Qual é a relação entre chargeback e fraudes no seu e-commerce?

Análise de pagamentos via boleto bancário

A avaliação desse tipo de pagamento está diretamente ligada à análise do perfil de comportamento do lojista na plataforma da Juno. Entendemos que cada negócio é único e isso influencia na forma de emitir cobranças. 

A partir dessa análise de comportamento de cada linha de negócio, é possível proteger o consumidor final, que o cliente do nosso cliente, o que agrega valor e confiabilidade para o próprio lojista, pois garante mais segurança no processo da emissão de cobranças como um todo. 

Os tipos de fraude mais comuns em emissões de cobrança por boleto são as fraudes por triangulação, fraude de páginas clonadas e phishing. 

É possível também emitir cobranças por link de pagamento, PicPay e a partir do dia 16 de novembro, pelo Pix na Juno! Cada meio de pagamento escolhido pelos nossos clientes exige uma análise diferente por parte do nosso sistema antifraude. Mas pode ficar tranquilo, sua Conta Juno está bem guardada e seus dados estão seguros. 

Habilite o Token Juno e deixe a sua conta ainda mais segura

O Token Juno é um dispositivo de segurança criado para evitar que outras pessoas façam movimentações na sua conta sem a sua autorização. Saiba como habilitá-lo nesse passo a passo completo

Hábitos que ajudam a manter a segurança da sua Conta Juno

1 – Mantenha seu cadastro sempre atualizado

Mudou de endereço, telefone ou e-mail? Lembre-se de atualizar seus dados na sua Conta Juno para que a gente tenha sempre um contato direto com você. Ao enviar os documentos, verifique se estão nítidos e coloridos. 😉

2 – Preencha as informações corretamente

Na hora de emitir um boleto, procure preencher todos os dados que a nossa plataforma sugere. Coloque os nomes completos, telefones (dos seus clientes), CPFs e CNPJs válidos, e-mail do cliente e descrição do serviço ou produto referente à cobrança. Dessa maneira, não haverá problemas com a sua transação..

3 – Anexe documentos que comprovem a veracidade da fatura

Outra maneira de garantir a segurança é anexar a NF do produto ou contrato de serviço no boleto. Com a ajuda desse documento oficial, conseguimos comprovar que está tudo certo com a sua cobrança!

4 – Ative o MFA (Multi-Factor Authentication) no seu App Juno

Na tradução, a expressão significa autenticação multifator. Esse sistema de segurança ajuda a garantir que o acesso à sua Conta Juno pelo aplicativo aconteça somente por você.

5 – Crie senhas fortes

Infelizmente, na tentativa de ações fraudulentas, uma prática comum é roubar as senhas dos usuários para acessar seus dados financeiros. Uma ótima forma de combater isso é criar senhas fortes e seguras, com letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais, além de não ser nada fácil de descobrir como nomes e aniversários.

Se mesmo com esses cuidados a nossa equipe ainda entrar em contato, lembre-se que fazemos isso pela segurança. Como lidamos com dinheiro, precisamos seguir algumas normas estabelecidas para proteger tanto você quanto seus clientes. 

Esse contato não significa que tenha nada de errado necessariamente com a sua Conta Juno ou com o seu negócio, é apenas uma forma de verificação e faz parte da rotina de sistemas antifraude. 

Quer continuar essa conversa? Fale com a gente pelas nossas redes sociais @tamojuno 🤟