Materiais gratuitos

Como atrair mais alunos para a sua escola

A sua instituição de ensino tem uma série de cursos legais. Todo o seu corpo docente está preparado para atender os estudantes oferecendo conteúdo de qualidade. Porém, como atrair esses alunos para a sua escola? O marketing educacional é um conceito que diz respeito às ações que uma escola deve adotar para se destacar no […]

Como_atrair_mais_alunos_para_a_sua_escola
Tempo de leitura: 5 minutos

A sua instituição de ensino tem uma série de cursos legais. Todo o seu corpo docente está preparado para atender os estudantes oferecendo conteúdo de qualidade. Porém, como atrair esses alunos para a sua escola?
O marketing educacional é um conceito que diz respeito às ações que uma escola deve adotar para se destacar no mercado. Se o seu objetivo é chegar até potenciais alunos que podem se inscrever nos seus cursos, leia esse texto com atenção antes de elaborar as suas estratégias para captar estudantes.

Quem são seus alunos e qual é o seu diferencial?

Antes de começar a realizar as ações para atrair mais alunos para a sua escola, é preciso identificar duas coisas importantes: quem é o seu público-alvo e quais são os seus diferenciais.

Entenda quem é o seu público

Antes de você começar a criar uma campanha de captação de alunos, é importante ter em mente quem é o público-alvo da sua ação. Por público-alvo, entendemos quem é o tomador de decisão. Por exemplo: se a sua instituição é focada na faixa etária de 5 a 10 anos, a pessoa que vai decidir se a criança vai estudar lá ou não são os pais ou responsáveis. Portanto, todas as ações realizadas devem levar em consideração o que essas pessoas (os pais) consideram importante.
Pare por alguns instantes para analisar quais são os valores que essa pessoa considera importante, quais são os seus desafios pessoais, suas dores, conquistas, etc. Além disso, também avalie como a sua instituição de ensino pode ajudar essa pessoa a atingir os seus objetivos. A Rock Content criou uma ferramenta chamada Gerador de Personas que pode te ajudar a pensar com quem exatamente você deve se comunicar durante a sua estratégia para captação de alunos.

Saiba qual é o seu diferencial

O que a sua escola oferece de único, que pode ser usado no seu discurso de vendas? Se o seu produto é uma escola de idiomas, pode ter como diferencial o fato de que uma vez por semana seus alunos têm aula individual, por exemplo. Ou então, que os seus estudantes conseguem aprender uma segunda língua em tempo recorde.
Se a sua escola é um cursinho pré-vestibular, divulgue os níveis de aprovação. Caso seja um colégio integral, compartilhe as atividades extracurriculares. Saiba o que te faz único. Isso pode ser usado em toda a sua estratégia para atrair alunos.
Depois de saber quem é o seu público e quais são os seus diferenciais, é hora de investir em ações de marketing educacional, focadas em atrair novos estudantes.

Cuide dos seus canais de comunicação na internet

Você já sabe, mas vale relembrar: nos dias de hoje, é praticamente impossível divulgar um negócio sem estar na internet. Dito isso, lembre-se de que é fundamental que a sua escola tenha um site bem feito e organizado, com informações atualizadas. Pense no website como um investimento que trará retornos para a sua instituição de ensino (isto é: alunos!).
Além disso, também é importante marcar presença nas redes sociais. Aqui, você pode criar Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter, Pinterest, etc. Para escolher, é importante levar em consideração quais são as redes sociais que o seu público-alvo (que você já identificou anteriormente) utiliza.
Não adianta nada ter perfil em rede social se você não atualizar esses canais. No início de cada mês, pare pra pensar quais são os assuntos que interessam o seu público-alvo e que estão relacionados com a sua escola. A partir daí, desdobre esses conteúdos nas redes.

Indicação (marketing de defensores)

Vamos entrar na parte prática de como conseguir mais alunos na sua escola? Marketing de defensores é o nome dado para a estratégia na qual pessoas ligadas à marca (neste caso, alunos, pais, professores, etc) “vendem” um produto. Um exemplo clássico usado nas instituições de ensino é a indicação. Mas como de fato fomentar essas indicações?
Se você quer criar ações com esse foco, precisa pensar num benefício para que pais e alunos que já gostam e confiam na sua escola falem sobre ela para potenciais estudantes. Uma dica para atingir esse objetivo é oferecer descontos. Clientes que são fãs da sua instituição de ensino podem apresentá-la para sua rede de contatos. Assim que um novo aluno se cadastra por indicação, recebe um desconto na matrícula, por exemplo. Já as pessoas que indicaram, podem ter um abono em mensalidades.
Uma outra maneira de conseguir essas indicações é por meio da distribuição de “prêmios”, Tanto alunos novos quanto antigos — quando participam desse esquema de indicações — recebem algum livro usado no ano letivo, ou material que é de uso obrigatório e que deveria ser comprado.
Confira um artigo mega completo que escrevemos sobre esse assunto. 

Eventos para apresentar cursos

Existe uma instituição nos Estados Unidos chamada General Assembly que pode servir como inspiração para o seu negócio. Ela é uma escola que ensina habilidades necessárias para os profissionais do século 21, como programação, marketing digital, etc. De tempos em tempos, a GA oferece um evento aberto ao público, com direito a palestras e apresentação dos cursos para os interessados.
A sua escola pode seguir esse exemplo e criar eventos interessantes para os possíveis alunos. Essa é uma maneira de levá-los até o seu endereço, conhecer a sua estrutura e corpo docente. A chance de eles se converterem em matriculados é grande!

Aulas experimentais

A melhor maneira de convencer alguém a respeito de uma aula (seja ela de inglês, pilates, música, etc) é colocando a pessoa para vivenciar essa experiência. Portanto, ofereça a possibilidade de interessados fazerem uma aula experimental na sua instituição. Aqui vai uma dica importante: faça um cadastro dessas pessoas no momento em que elas demonstrarem interesse. Peça o nome completo, telefone e e-mail. Nos tópicos abaixo, vamos passar algumas dicas para converter interessados em alunos, usando estratégias digitais.
Além de tudo isso, sua escola precisa ter uma boa estratégia de marketing digital, para ser encontrada e conseguir novos alunos.

Ações de marketing educacional online

Além de criar ações para que a sua escola seja encontrada na internet (como por exemplo ter site e redes sociais sempre atualizadas), o seu objetivo no mundo digital deve ser gerar leads. Isto é: construir uma lista com os contatos  — principalmente com e-mail — dos potenciais compradores. A partir do momento que você tiver esses leads, precisa “nutri-los” com conteúdos relevantes, até que eles estejam preparados para se matricular no seu curso ou escola. Aqui vão alguns tópicos básicos de como montar essa estrutura.

Blog

A primeira dica é criar um blog, que deve estar dentro do seu site. Nesse blog, você pode compartilhar textos interessantes e completos que abordem assuntos relacionados à sua escola. Se o seu negócio é uma escola de fotografia, por exemplo, os textos podem trazer dicas de como fotografar, escolher a melhor câmera, etc. Esses textos devem ser focados em SEO. Para aprender mais sobre SEO, acesse este texto.
No meio desse blog, você também pode colocar caixas de assinaturas de newsletters. Lembre-se que o seu objetivo é conseguir o e-mail das pessoas interessadas em cursos. Então essa é uma excelente maneira de captar os contatos.

Crie materiais ricos, como ebooks

Como fazer para que as pessoas compartilhem com você os seus contatos? Uma maneira muito efetiva é através de materiais ricos, como ebooks, por exemplo. A lógica aqui é que o potencial aluno adquira um conteúdo que vai ajudá-lo, em troca de compartilhar o seu e-mail e telefone.
Para captar esses dados da pessoa, é fundamental ter uma landing page focada em conversão. Essa página específica não deve ter distrações, apenas a chamada para o cadastro. Para fazer essa landing page, você pode usar ferramentas como o Quick Pages, PageWiz ou o gerador de páginas do MailChimp.

Produzir e-mails para nutrir esses leads

Com essa lista de interessados em mãos, chegou a hora de nutrir esses leads. Para isso, crie um fluxo de e-mails. A ideia é ir compartilhando materiais com uma determinada frequência. Conforme o potencial aluno for abrindo as mensagens, ele vai ficando cada vez mais preparado (entendo melhor o que a sua escola oferece) para, então, receber uma oferta comercial. Para saber mais sobre nutrição de leads, acesse este artigo.

Anúncios no Google e redes sociais

Além de fazer todo esse trabalho de geração de leads e fluxos de e-mail para captar alunos para a sua escola, você também pode investir em anúncios. Os principais canais são o Google e as redes sociais (para escolher em qual delas anunciar, leve em consideração onde está o seu público-alvo!).
 
Você pretende cobrar os alunos pelas aulas oferecidas pela sua escola? Então conheça a JUNO, solução em meios de pagamento.