Meu negócio Tecnologia

Tudo o que você precisa saber sobre Boleto Registrado

FEBRABAN, CIP, atualização de boleto: veja o que tudo isso tem a ver com registro de boleto.

Por Time Juno
boleto-registrado-tudo-o-que-voce-precisa-saber
Tempo de leitura: 4 minutos

Você sabe o que é boleto registrado? Pagar contas faz parte da rotina de muitos brasileiros e o boleto bancário é o método de pagamento mais queridinho do país: 75% da população brasileira considera o boleto como a melhor forma de cobrança. 

É uma forma fácil e prática de emitir cobranças e até então boletos não precisavam de registro, o que tornava as vendas inseguras e possibilitava golpes e fraudes.

Por conta desse problema, a FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos) criou a Nova Plataforma de Cobrança, e os boletos passaram a ser registrados. Saiba como essa nova regra pode mudar para o seu negócio.

Atenção: na metade de 2019, todos os boletos emitidos já devem ser registrados. Veja como atualizar um boleto registrado.

O que é FEBRABAN ?

FEBRABAN é a Federação Brasileira de Bancos, que representa o setor bancário do país. É uma associação sem fins lucrativos responsável por aperfeiçoar as normas e melhorias dos serviços bancários. Ela não é responsável por realizar operações financeiras, isso fica por conta dos bancos.

Mas se vamos falar de boleto registrado, a FEBRABAN é determinante no assunto. Isso porque a maioria das instituições bancárias e Instituições de Pagamentos reconhecidas pelo Banco Central, assim como a Juno, seguem a Nova Plataforma instituída por ela.  

Essa Nova Plataforma foi criada com o objetivo de atualizar o sistema bancário para que todos os boletos emitidos passem a ser registrados. Hoje, alguns critérios são estabelecidos para que isso ocorra gradativamente na plataforma da CIP, como: valor da cobrança e a data – que está intrinsecamente atrelada ao valor.

A mais recente etapa do cronograma para funcionamento do novo sistema começou em março de 2018, com a incorporação dos boletos de valor igual ou acima de R$ 800,00 à Nova Plataforma. Ou seja, a partir de março deste ano, todos os boletos emitidos com valores acima de R$ 800,00 tiveram que ser, obrigatoriamente, registrados.

Você pode verificar os novos valores e datas para boletos registrados no calendário da FEBRABAN.

 O que é CIP?

E se você ficou na dúvida sobre o que é CIP, a gente explica!

CIP é a sigla para Câmara Interbancária de Pagamentos, que integra o SPB (Sistema de Pagamentos Brasileiros). Como uma infraestrutura do mercado financeiro, atende bancos, instituições financeiras, consórcios, empresas de leasing, cooperativas de crédito, credenciadoras e bandeiras de cartões de crédito, entre outros.

A CIP gerencia tecnicamente a nova plataforma de cobrança junto a FEBRABAN. E é por essa nova plataforma que todas as informações dos títulos ficam registradas em uma base centralizadora. Um sistema que veio modernizar o processo de liquidação dos boletos, proporcionando mais segurança e controle.   

Boleto simples e registrado: qual a diferença?

Agora que você já sabe sobre FEBRABAN e CIP, entender como funciona o boleto registrado fica mais fácil.  

O boleto é um instrumento de cobrança, seja de prestação de serviço ou produto. Ele ainda pode ser sem registro ou registrado. Porque, como foi visto, há um calendário por data e valor para a transição até que todos os boletos sejam registrados.  

O boleto sem registro (boleto simples) é uma cobrança que só passa a existir para o banco quando for paga. Já o boleto registrado existe a partir do momento em que é emitido.

Para saber se o boleto que foi gerado pela nossa plataforma é registrado ou não, observe onde diz carteira no título emitido. Se existir a sigla ECR é com registro e se a sigla for CSR é uma cobrança sem registro.boleto registrado do boleto facil

Tipos de registros de boletos

Existe dois tipos de boletos registrados, o registro pelo banco e pelo CIP. O que os diferencia é:

  • Banco – Você irá emitir um boleto e gerar a remessa para o banco, o qual terá todos os dados deste título que poderá ser pago em qualquer instituição bancária e lotéricas até o dia do vencimento. Após essa data, o pagamento será feito apenas na instituição emissora do boleto com atualização automática do valor.
  • CIP – Neste caso, o boleto emitido já está negociado com o banco para ser registrado na Câmara Interbancária de Pagamentos. A diferença é que todos os bancos conseguirão validar a cobrança, o que permite que mesmo após o vencimento o boleto seja pago em qualquer instituição com as atualizações necessárias no valor. 
O que é preciso para emitir um boleto registrado?

Para emitir o boleto registrado, algumas informações do pagador serão necessárias, como:

  • Tipo do documento do pagador (CPF ou CNPJ) e o número;
  • Nome completo;
  • Endereço com bairro, cidade, unidade federativa e CEP.

Por isso, mantenha os dados cadastrais dos seus clientes atualizados.

Vantagens do boleto registrado

Se passou por sua cabeça a dúvida do porquê registrar os boletos, apresentamos algumas vantagens:

O controle das operações desde a emissão ao pagamento do título: você saberá as faturas que foram emitidas, qual cliente pagou, quando pagou e pelo o que ele pagou. E quando falamos de controle, isso serve também para diminuir  riscos e fraudes, pois existirá um registro no banco ou CIP.

Outra vantagem é a segurança. Por ser um documento oficial, garante a viabilidade de procedimentos realizados em cartórios e negativação, por exemplo. Também existe a possibilidade de protestar o título caso o produto não seja entregue ou o serviço realizado.

Ainda em segurança, com o registro dos boletos você evita o envio de títulos não autorizados, reduz a inconsistência de dados e a duplicidade de pagamento.

E com a nova plataforma de cobrança, existe a vantagem da facilidade no pagamento de cobranças vencidas, utilizando o mesmo título para pagar em diferentes bancos com os ajustes necessários.  

 E qual a desvantagem?

O boleto registrado tem a desvantagem na cobrança das tarifas, é no plural porque considera várias taxas como: operações de registro, cancelamento e alteração. Os valores variam varia conforme o banco.

Dá pra notar que emitir boletos registrados têm mais vantagens que desvantagens. E aqui na Juno só têm vantagens! Isso porque aqui você não paga por operações de registro, cancelamento e alteração. As únicas taxas são sobre boletos pagos, sejam eles com ou sem registro.

Como seguimos o calendário da FEBRABAN, todos os nossos boletos seguem as regras de registro instituídas por ela.

Conte com a Juno para emitir os seus boletos e fazer a gestão das suas cobranças!

Agora que você já entende tudo sobre boletos registrados, deixe nos comentários a suas dúvidas ou qual outro assunto você gostaria de encontrar no nosso blog!