Materiais gratuitos

O Boleto com registro é obrigatório. O que isso significa?

Em junho de 2015 a FEBRABAN (Federação Brasileira dos Bancos) lançou um comunicado que deixou muita gente confusa. Segundo ela, o boleto com registro se tornaria obrigatório e o boleto sem registro estaria com os seus dias contados. Mas o que isso realmente significou e como afetou o dia a dia dos pagamentos? Vamos para a explicação: Muitos […]

Por lais
O_boleto_com_registro_e_obrigatorio_o_que_isso_significa
Tempo de leitura: 2 minutos

Em junho de 2015 a FEBRABAN (Federação Brasileira dos Bancos) lançou um comunicado que deixou muita gente confusa. Segundo ela, o boleto com registro se tornaria obrigatório e o boleto sem registro estaria com os seus dias contados. Mas o que isso realmente significou e como afetou o dia a dia dos pagamentos? Vamos para a explicação:
Muitos bancos estavam sofrendo com prejuízos causados pelas fraudes de boleto. Algumas quadrilhas aplicavam golpes mudando sutilmente alguns dígitos do meio de pagamento, fazendo com que o dinheiro pago fosse desviado para outras contas (o consumidor nem percebia, pois o boleto parecia ser o mesmo). Isso gerava uma série de problemas e dívidas para os bancos, que precisavam arcar com o prejuízo das fraudes. Foi pensando justamente em proteger o consumidor e evitar esse tipo de dor de cabeça que a FEBRABAN criou o Projeto Nova Plataforma de Cobrança.
Esse projeto exigiu que os bancos se adequassem ao novo modelo de boletos com registro até o final de 2016 e deixassem de oferecer a opção não registrada para o consumidor.

O que exatamente mudou?

Desde de julho 2017, a emissão de boletos é uma operação mais segura. Isso porque todas as cobranças são registradas no sistema bancário (as instituições tem as informações completas de cada um dos boletos emitidos, o que não acontecia na opção de boleto sem registro).
O lado “negativo” dessa mudança é o valor que tem de ser pago para as instituições financeiras. Em geral, no boleto sem registro, as tarifas só eram cobradas quando o boleto era pago. Já na modalidade com registro, os bancos têm o direito de cobrar sobre as operações de registro, de cancelamento ou alteração do boleto.

E quais são os benefícios do boleto com registro?

No dia 18/06/2015 a FEBRABAN publicou um comunicado em seu site com os principais benefícios do boleto com registro. São eles:

  • Gestão da carteira (você pode saber quem pagou, o que pagou e quando pagou).
  • Conciliação e relatórios de gestão.
  • Maior segurança e entrega eletrônica por meio do DDA – Débito Direto Autorizado.
  • Uso dos boletos como lastro em operações de crédito (sujeito a análise de crédito) Maior comodidade, pois permite o pagamento vencido em qualquer banco pelo DDA ou pela atualização do boleto no site do banco emissor.

O que eu devo fazer para usar o boleto registrado?

Para garantir que todas as suas cobranças ocorram normalmente, você já pode prestar atenção em alguns detalhes.

  • Atualize sempre todos os dados cadastrais dos seus clientes (aqueles que deverão pagar o boleto bancário). Preste atenção, principalmente, no CPF ou CNPJ. Esses dados serão fundamentais para a emissão das faturas.
  • Pergunte no banco quais são as taxas para as operações de registro, de cancelamento ou alteração do boleto. Com esses valores em mãos você pode ter ideia de qual é a melhor instituição para emitir as suas cobranças.

Você usa a JUNO?

Se sim, então não precisa se preocupar! Por aqui, cuidamos dos trâmites necessários para que todos os boletos que você emite sejam seguros.
Se você ainda não usa a JUNO, teste ainda hoje a nossa ferramenta. Com ela, você pode emitir sozinho as suas faturas, acompanhar de perto quais são os seus clientes e cobranças e pagar apenas por boleto compensado!
Conheça também essa outra facilidade da nossa plataforma: Como pagar suas faturas com a JUNO.