Meu negócio

Atendimento humanizado: como lidar com o luto do seu cliente

Lidar com a dor e o luto de forma humana e empática é o que destaca empresas do ramo funerário no mercado. Separamos algumas dicas de como oferecer um atendimento humanizado para seus clientes.

atendimento humanizado
Tempo de leitura: 3 minutos

O atendimento humanizado tem sido prioridade de grande parte das empresas, principalmente as que lidam com questões delicadas, como nas áreas da saúde e funerária. Enxergar no seu cliente mais do que um comprador, mas sim um indivíduo com sentimentos, vivência e particularidades, torna o atendimento empático e acolhedor, transformando a experiência em algo agradável e marcante.

O sucesso de uma empresa do ramo funerário depende de uma série de fatores, mas com certeza ter um atendimento humanizado é um dos pilares desse sucesso. 

Ao pensar em funerárias, cemitérios e todos os negócios derivados desse segmento, automaticamente pensamos em luto, dor e perda. Para suavizar essa relação do cliente com a sua empresa, separamos algumas dicas de como proporcionar um ambiente seguro e acolhedor por meio  de um atendimento humanizado. ✨

Respeite crenças e diversidade

Independente da religião, crença ou credo do seu cliente, é fundamental respeitar a forma como ele lida com o luto ou a perda de um ente querido. Tem gente que reza terço, faz missa, leva flores, joga água benta e tá tudo bem. O importante é deixar seu cliente à vontade para expressar seus sentimentos e sua fé.

Seja gentil

Pode parecer uma dica óbvia, mas a gentileza muda totalmente a forma como o cliente vê a sua empresa. Por isso, seja cordial durante todo o atendimento, mesmo depois da venda. A chance do cliente voltar a fazer negócio em um local onde foi tratado com carinho é gigantesca. 

Transmita confiança e apoio

Mostre que seu cliente pode confiar em você e na sua empresa. Deixar claro que é expert no ramo funerário, que entende todo o processo e está ali para ser um facilitador nesse momento delicado é a melhor forma de fidelizar o consumidor. 

atendimento humanizado

Seja solidário

A dor e o luto são sofrimentos complexos para a maioria das pessoas. Para entender qual a melhor forma de ajudar o seu cliente nesse momento, pratique a empatia. Se colocar no lugar do outro é a melhor forma de compreender as necessidades e anseios de alguém, olhando a situação da perda pela mesma perspectiva que seu cliente. Esteja à disposição para auxiliar no que for preciso.

Tenha uma estrutura física completa na sua empresa

Aposte em um local que seja acolhedor, íntimo e confortável. O cliente precisa se sentir abraçado pela sua empresa, portanto invista em sofás, poltronas, cafézinho, bolachas (ou biscoitos 😉 ) e tudo mais que proporcione comodidade e bem-estar para o consumidor. É legal pensar também em um design mais clean para o local, optando por cores claras e que transmitam paz. 

Entenda dos trâmites burocráticos

Embora exista o cliente que deixe tudo encaminhado para quando ele ou algum ente querido morrer, há também o cliente que só procura o serviço funerário quando perde algum familiar ou amigo . Em ambos os casos, costuma ser um momento muito vulnerável para a tomada de decisões burocráticas. Diante disso, esteja à disposição para auxiliar nesse processo, indicando o melhor caminho para seguir e quais são as melhores opções para a situação específica.

Leia também: Como inovar no mercado funerário?

Ofereça uma rede de suporte aos amigos e familiares

Entenda que seu cliente possui várias extensões: filhos, pais, companheiros, tios, avós, sobrinhos e vários outros familiares e amigos. Mantenha uma relação cordial e receptiva com essas pessoas, se preocupando com o bem-estar e garantindo que todos possam se despedir com privacidade e prestar homenagens ao ente querido.

Colocando em prática essas dicas, você proporciona ao seu cliente e às pessoas a sua volta um atendimento próximo, humano, empático e acolhedor. Essa é a melhor forma de cativar pessoas, de fidelizar a clientela e transformar a sua empresa funerária em referência no atendimento humanizado.

Gostou das sugestões? Tem mais alguma dica para compartilhar com a gente? Deixa aí nos comentários! 😉