A importância da precificação para uma funerária

Foto de Tatiana Michaud
Por Tatiana Michaud
7 min de leitura
06/06/2020

A estratégia de precificação pode ser um grande diferencial competitivo para o segmento funerário. Separamos as principais dicas de como implementar essa prática na sua funerária, confira!

Definir os preços de produtos e serviços a partir de parâmetros reais é uma estratégia essencial para qualquer negócio, independente da sua área de atuação ou mesmo tempo de mercado. Isso porque a má precificação pode prejudicar muito o processo de vendas, além de diminuir a rentabilidade da empresa como um todo. 

Para o segmento funerário, a precificação pode ser um grande desafio, pois boa parte dos seus serviços é tabelada de acordo com a legislação de cada município. Esse cenário pode levantar questionamentos de como se diferenciar nesse mercado concorrido e com um sistema de preços já bastante delimitado.

Pode parecer difícil, mas é possível se destacar no mercado de funerárias na hora de oferecer serviços e seguir à risca a legislação imposta. Vale lembrar que alguns destes serviços e produtos podem ser precificados por conta da própria funerária de forma legal e é justamente aí que entra a estratégia de precificação que pode ser o diferencial entre os concorrentes.

Nesse sentido, três fatores ganham relevância: os custos da empresa, a situação do mercado e os preços dos concorrentes. Cruzar essas informações é essencial para o sucesso do negócio, uma vez que custear os serviços e produtos é um fator determinante — que deve ser feito de forma coerente com a realidade econômica do segmento.

Separamos algumas dicas de como aplicar a estratégia da precificação de forma eficiente no segmento funerário. Confira!

Qual a importância da precificação?

O valor de um produto ou serviço representa um grande papel na decisão de compra do cliente, mesmo em mercados em que o processo de uma compra não se dá de uma forma tradicional, como é o caso do setor funerário. 

É importante planejar a precificação para que o valor a ser pago seja justo para os clientes e, ao mesmo tempo, proporcione o lucro esperado.

Determinar preços para serviços do segmento funerário não é uma tarefa fácil, mas é um fator essencial para o negócio, sendo muitas vezes responsável pelo sucesso ou mesmo fracasso das vendas de serviços funerários, pois erros no processo de precificação podem implicar em perdas de receita para a funerária. 

A estratégia de precificação é tão importante para uma funerária que seus impactos podem ser observados no negócio a médio e longo prazo. Quando não existe um planejamento de preços, por exemplo, é possível perceber déficits no orçamento financeiro. 

Funerária imagem descritiva

Como precificar produtos e serviços na sua funerária

Para determinar o custo de um produto ou serviço é importante determinar o que considerar na hora de fazer a sua precificação com base nos seguintes fatores: 

Produtos

  • Custo do produto, valor da compra ou valores de produção;
  • Impostos, comissões sobre a venda e despesas do produto;
  • Gastos fixos do produto, como mão de obra e despesas administrativas;
  • Lucro almejado.

Serviços

  • Custo da mão de obra, especialização dos profissionais e disponibilidade;
  • Demanda de trabalho e custos com o profissional;
  • Gastos com ferramentas adicionais e eventuais despesas na operação;
  • Lucro pretendido.

Tanto produtos quanto os serviços têm outras despesas e fatores associados durante o processo, como dificuldade de acesso ao material, CAC (Custo de Aquisição de Clientes), risco de acidentes e transporte do produto ou da equipe, por exemplo.

Todos esses fatores devem ser levados em conta, mesmo que apenas como uma margem de erro. Ao planejar esses passos em conjunto, fica mais fácil determinar valores reais.

Depois de analisar os custos, é preciso avaliar, junto às condições de mercado e aos concorrentes, se a precificação de produtos ou serviços da sua empresa está adequada para gerar lucro.

No hora de pensar em preços para o mercado funerário, além de ter conhecimento sobre a Legislação dos Serviços Funerários e Cemiteriais, da SEJUS (Secretaria De Estado De Justiça E Cidadania), é preciso também ter conhecimento do Código de Defesa do Consumidor.   

Leia também: Conheça as leis que regulamentam os planos funerários

Pensar em uma tabela de preços para esse mercado, significa ter direcionamento para o processo de vendas pautada além na legalidade, além de mostrar a seriedade do negócio para o negócio.

Serviços funerários

Para a estrutura da tabela de precificação é importante determinar os serviços do seu negócio:

Está previsto o fornecimento de caixão, urna ou esquifes e o aluguel de capelas, ambos estão estão sujeitos à tabela de de preços impostas pela legislação municipal ou estadual dependendo da Unidade Federativa. 

Dentro da lei, a funerária pode definir o preço dos outros itens desse serviço, como: 

  • Transporte funerário;
  • Certidão de óbito (realizado junto a um Cartório Civil, por meio da funerária);
  • Fornecimento de véu, flores, coroas e outros paramentos;
  • Embalsamento;
  • Embelezamento;
  • Conservação;
  • Restauração.
  • Cremação; 
  • Planos ou convênios funerários;
  • Manutenção e conservação de jazigos e cemitérios.

Leia também: Dicas para vender planos funerários com eficiência

Estratégias para precificar serviços funerários

Diferenciar preço de valor

Para calcular a precificação de um serviço é necessário entender que preço, (quantidade determinada de dinheiro) é diferente de valor (percepção dos benefícios que esse produto ou serviço oferece ao consumidor).

Entenda como funciona a composição do preço 

A precificação de um serviço consiste em um ou mais dos  seguintes fatores:

  • Custo: soma dos componentes necessários para a fabricação dos produtos, desde matéria-prima a impostos ou para a realização de um serviço;
  • Concorrência: a partir desse fator é possível ter ideia do preço médio praticado na cidade ou região em que seu negócio está localizado e como funciona a dinâmica de mercado no seu segmento. Analisar a concorrência permite identificar pontos fortes no seu negócio que o destaquem em relação aos concorrentes;
  • Consumidor: é necessário conhecer o perfil do seu público-alvo, sobretudo seus hábitos de consumo, poder aquisitivo e necessidades reais. A partir dessa análise, é importante agregar informações de pesquisas de mercado e avaliar o cenário econômico;
  • Valor agregado: um preço percebido como “caro” ou “barato” tem a ver com a capacidade do serviço em atender às necessidades de um consumidor. 

Conheça modelos de precificação

O conhecimento dos fatores acima é essencial para escolher um modelo de precificação que esteja mais alinhado à estratégia da sua funerária. Os modelos de de precificação são:

Precificação baseada em custos: consiste em aplicar um percentual predeterminado sobre o custo do serviço. O desafio, no caso dos serviços, é que alguns custos podem ser difíceis de ser rastreados, como o valor de mão-de-obra, por exemplo.

Precificação baseada na concorrência: este modelo é útil quando o rastreamento do custos não é possível, pois parte de modelo vigente no mercado ou segmento. 

Precificação baseada na demanda: este modelo implica em definir um preço baseado no que o cliente está disposto a pagar. O desafio nesse cenário é que preço tende a ser maior que os custos. 

A estratégia de precificação é fundamental para garantir a saúde financeira de uma funerária, fazendo com o que o negócio ganhe muito em competitividade no mercado.

Quer continuar essa conversa? Fale com a gente pelas nossas redes sociais @tamojuno ?